Header Ads Widget

Responsive Advertisement

Djian explica confusão no vestiário do Pacaembu e diz que vai fazer boletim de ocorrência


O gerente de futebol do Cruzeiro, Marcelo Djian, deu sua versão sobre a briga ocorrida no vestiário do Pacaembu neste domingo, após o jogo entre Palmeiras e Cruzeiro, pela 27ª rodada da Copa do Brasil. O time paulista venceu a Raposa por 3 a 1.

No meio de semana, jogadores das duas equipes já haviam protagonizado uma briga em campo, no Mineirão, pela semifinal da Copa do Brasil. Os ânimos voltaram a esquentar, mas, segundo o dirigente, com um segurança do clube alviverde.

“Veio um segurança do Palmeiras dizendo que não podíamos descer aquela hora e começou a falar um monte de coisas para o segurança e para o Benecy [Queiroz, supervisor administrativo do clube celeste]. Descemos a arquibancada e o cara falando na nossa orelha. Quando chegamos no vestiário, ele, não contente, foi chamar o supervisor de segurança do Palmeiras”, disse Djian.

O dirigente relata que o segurança que os acompanhava até o vestiário chutou um dos seguranças do Cruzeiro e, a partir daí, iniciou-se um empurra-empurra. “Tivemos que fechar a porta porque todos os seguranças do Palmeiras vieram”, declarou ele, ressaltando que vai registrar um boletim de ocorrência. “Isso tudo acho que foi por causa de um segurança despreparado”, comentou.

Ouça: