Header Ads Widget

Responsive Advertisement

ATLÉTICO PERDE DE 5 A 3 FORA DE CASA PARA O FLUMINENSE



Com um sistema defensivo completamente desarrumado, o Atlético teve uma noite muito ruim nesta quarta-feira, no Maracanã. O time alvinegro foi presa fácil para o Fluminense, que abusou da troca de passes para furar a defesa do Galo, e perdeu por 5 a 3, em duelo pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Atlético voltou a levar cinco gols em uma mesma partida mais de dez anos depois. A última vez foi na histórica derrota por 6 a 1 para o Cruzeiro, no Brasileirão de 2011.

Com a derrota, o Atlético desperdiçou a chance de assumir a liderança do Brasileiro e ainda perdeu a terceira posição. O Galo agora é o quarto colocado, com 16 pontos, mesma pontuação do Palmeiras (terceiro, que tem melhor saldo de gols) e Athletico-PR (maior número de vitórias). Já o Fluminense subiu para o sétimo lugar, com 14 pontos.

Na próxima rodada do Brasileiro, o Atlético recebe o Santos, sábado (11), às 19h, no Mineirão. No mesmo horário, o Fluminense encara o Atlético-GO, no Maracanã.

      O JOGO                                                            

Sem Guilherme Arana, poupado após voltar de viagem de Tóquio, onde disputou amistoso da Seleção Brasileira contra o Japão, mas com a volta de Keno, recuperado de lesão, mas que começou no banco de reservas, o Atlético bobeou no início da partida e quase saiu atrás no placar. Aos dois minutos, Cano recebeu livre atrás da zaga, entrou na área e bateu rasteiro, mas Everson salvou.

O Galo tentava pressionar no campo de ataque, mas o Fluminense conseguia controlar o jogo e levava mais perigo.

Até que o time carioca abriu o placar. Em jogada pela esquerda, Ganso ganhou na velocidade de Mariano e cruzou rasteiro para o meio da área. Luiz Henrique pisou na bola e só rolou para trás encontrando Arias, que chegou batendo de primeira no ângulo sem chances para Everson.

A equipe alvinegra tentou acordar no jogo e quase empatou. Rubens fez ótima jogada pela esquerda dando uma caneta no marcador e tocou para Hulk no meio da área. O camisa 7 finalizou de primeira e a bola passou por cima do gol.

Mas o Atlético continuava dando espaços na defesa e foi castigado ao levar o segundo gol. O Fluminense chegou em troca de passes entre Arias e Samuel Xavier. O lateral foi a linha de fundo e cruzou para o meio da área. Bem posicionado entre os zagueiros atleticanos, Cano só escorou com a barriga para completar para as redes.

Fábio salva, mas falha em seguida em gol do Atlético

Com uma grande defesa, Fábio evitou o gol do Atlético em cabeçada de Sasha. No entanto, em seguida, o ex-goleiro do Cruzeiro falhou ao tentar sair jogando e errou o passe. Jair interceptou e cruzou para Hulk completar de cabeça diminuindo para o Galo.

    Reação alvinegra dura pouco            

Mas a reação atleticana foi esfriada dois minutos depois. Assim como no segundo gol, o Fluminense chegou ao ataque trocando passes. A bola chegou até Luiz Henrique do lado esquerdo da defesa alvinegra. O atacante tricolor passou por Rubens e cruzou para Samuel Xavier, que se antecipou a Nathan Silva e desviou de cabeça para o fundo do gol: 3 a 1 Flu.

Gol nos acréscimos do 1º tempo e confusão no intervalo

No último lance do primeiro tempo, o Atlético diminuiu novamente. Alonso recebeu pela esquerda e cruzou rasteiro. Jair chegou batendo de primeira no canto sem chances para Fábio.

Após o apito final, o técnico Antonio Mohamed entrou em campo e discutiu com o atacante Luiz Henrique. Os jogadores do Fluminense partiram pra cima do Turco, que precisou ser protegido pelos atletas alvinegros até os vestiários.

     Mais gols na etapa final            

O segundo tempo começou da mesma forma que terminou o primeiro: com gol. O Atlético chegou ao empate aproveitando um vacilo do Flu na saída de bola. Jair roubou e tabelou com Ademir cruzou na cabeça de Sasha, que testou para as redes.

Não parava de sair gols no Maracanã. Nem deu tempo para o Atlético comemorar o empate e o Fluminense marcou o quarto. Após cruzamento, a zaga do Galo não cortou e Cano pegou de primeira estufando as redes de Everson.

Todo ao ataque, o Atlético sofreu contragolpe e levou o quinto em falha de marcação de Nathan Silva, que não conseguiu parar Luiz Henrique. O atacante do Flu ganhou corpo e bateu no canto para fazer 5 a 3.

Na segunda parte da etapa final, o jogo ficou mais truncado e o Atlético não conseguiu pelo menos chegar ao empate e saiu de campo com uma derrota pesada no Maracanã.

       FLUMINENSE 5 x 3 ATLÉTICO                             

 Fluminense: Fábio; Samuel Xavier, David Braz, Manoel e Cris Silva; Wellington (Felipe Melo), André, Arias (Caio Paulista) e Paulo Henrique Ganso (Yago Felipe); Luiz Henrique (Luccas Claro) e Germán Cano (Willian). Técnico: Fernando Diniz

 Atlético: Everson; Mariano, Nathan Silva (Réver), Junior Alonso e Rubens; Allan, Jair (Otávio) e Nacho (Fábio Gomes); Ademir (Savinho), Sasha (Keno) e Hulk. Técnico: Antonio Mohamed

Motivo: 10ª rodada do Campeonato Brasileiro

Data: quarta-feira, 8 de junho de 2022
Horário: 21h30
Local: Estádio Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Gols: Arias (17’/1º), Cano (28’/1º, 12’/2º), Hulk (34’/1º), Samuel Xavier (36’/1º), Jair (48’/1º), Sasha (8’/2º), Luiz Henrique (17’/2º)

Cartão Amarelo: Nathan Silva, Antonio Mohamed, Rubens (Atlético); Fernando Diniz, André, Ganso, Fábio (Fluminense)

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)

Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e José Eduardo Calza (RS)

VAR: Daiane Caroline Muniz dos Santos (SP)

Postar um comentário

0 Comentários