Victor e Léo Silva recebem placas e camisas comemorativas pelos 300 jogos no Atlético - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES


 

Breaking

 ASSISTIR AGORA!

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Victor e Léo Silva recebem placas e camisas comemorativas pelos 300 jogos no Atlético

O goleiro Victor e o zagueiro Leonardo Silva foram homenageados pelo Atlético nesta terça-feira. Eles receberam das mãos do presidente Daniel Nepomuceno placas e camisas alusivas aos 300 jogos completados recentemente pelo Atlético.

No clube desde janeiro de 2011, Léo Silva comentou sobre a marca expressiva. “Chegar a esse número me deixa feliz por tudo aquilo que nós conseguimos conquistar dentro de campo e poder marcar o nome na história do clube”, afirmou.

Já Victor, que chegou ao Atlético em junho de 2012, declarou seu amor pelo Galo. “Faço as palavras do Léo as minhas palavras. É uma honra, uma alegria imensa e um orgulho poder vestir essa camisa em tantas oportunidades e em tantas conquistas e alegrias. Quando se diz que no Atlético você entra funcionário e sai torcedor, isso é verdade porque hoje me sinto um grande torcedor do Atlético, amo essa camisa, procuro fazer o meu melhor para defender as cores do clube”, declarou.

“Espero que seja apenas uma parte de uma história vencedora, que mais 100, 200 jogos venham pela frente. Enquanto estiver aqui, prometo fazer o meu melhor, dar a vida, meu sangue e meu suor para trazer mais vitórias e conquistas para esse clube que aprendi a amar”, completou.

Maior zagueiro-artilheiro da história do Galo, com 28 gols, Léo Silva atingiu primeiro o número expressivo. O defensor completou os 300 jogos na vitória sobre o Coritiba, no Couto Pereira, no dia 30 de julho, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. Já Victor chegou à marca histórica no último domingo, na derrota por 2 a 0 para o Grêmio, em Porto Alegre, pela 19ª rodada do Brasileirão. 

Ambos são símbolos da campanha vencedora do Galo na Copa Libertadores de 2013. Victor por ter defendido pênalti do colombiano Riascos, aos 48 minutos do segundo tempo, no empate com o Tijuana-MEX, no Independência, pelas quartas de final do torneio, e Léo Silva por marcar, aos 41 minutos da etapa final, o segundo gol da vitória por 2 a 0 sobre o Olimpia-PAR na final, no Mineirão, que levou a decisão do título para as penalidades.

Além do torneio continental, a dupla participou da conquista da Recopa Sul-Americana e da épica campanha do título da Copa do Brasil de 2014, quando o Atlético reverteu as vantagens de Corinthians e Flamengo, nas quartas de final e semifinal, respectivamente, e bateu o arquirrival Cruzeiro na decisão.