Com força máxima, Mano Menezes esboça Cruzeiro para enfrentar o Bahia, no Mineirão - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES

Breaking

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Com força máxima, Mano Menezes esboça Cruzeiro para enfrentar o Bahia, no Mineirão


Depois de promover um rodízio no time do Cruzeiro nas últimas partidas do Campeonato Brasileiro pensando na final da Copa do Brasil, o técnico Mano Menezes deu a entender que vai colocar em campo contra o Bahia o que tem de melhor. 

No treino desta quinta-feira, o treinador esboçou a equipe que deverá começar o duelo de domingo, às 19h, no Mineirão, pela 24ª rodada do Nacional.

Autor de um dos gols da vitória sobre a Chapecoense, no último domingo, o meia-atacante Rafinha foi mantido no time titular na vaga de Alisson, que sofreu entorse no ligamento colateral medial do joelho direito no duelo em Chapecó e ficará afastado por pelo menos uma semana.

Outro que treinou entre os titulares foi o jovem Raniel, que tem balançado as redes nas última partidas e parece ter tomado o lugar de Rafael Sobis, que atuou entre os reservas.

Preservados na vitória sobre a Chapecoense, o volante Hudson e o meia Thiago Neves treinaram normalmente e devem ser titulares domingo diante do Bahia.

O Cruzeiro que treinou nesta quinta-feira contou com: Fábio; Ezequiel, Léo, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique, Hudson, Robinho, Thiago Neves e Rafinha; Raniel. 

Com dores no joelho direito, o atacante Sassá fez trabalhos específicos e não participou da atividade em campo. Já o volante Lucas Romero, praticamente recuperado das dores no tornozelo direito, iniciou trabalho de recondicionamento físico.

Na sexta posição, com 34 pontos, o Cruzeiro tenta se manter no G6 do Brasileirão. O Bahia é o 15º colocado, com 27. O duelo de domingo será o penúltimo antes da grande final da Copa do Brasil, dia 27, contra o Flamengo, no Mineirão. No outro domingo, a Raposa enfrenta o lanterna Atlético-GO, em Goiânia. O clube celeste tentou a antecipação do jogo para o sábado devido à decisão na quarta-feira, mas a CBF negou o pedido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário