Médico do Cruzeiro comenta, recuperação de Arrascaeta e situações de Ezequiel e Judivan - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES

Breaking

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Médico do Cruzeiro comenta, recuperação de Arrascaeta e situações de Ezequiel e Judivan



Autor do gol que garantiu o empate do Cruzeiro por 1 a 1 com o Flamengo, no Maracanã, no primeiro jogo da final da Copa do Brasil, Arrascaeta esteve em campo graças à rápida recuperação após uma reação por estresse na tíbia esquerda, sofrida no fim de julho.

Antes, Arrascaeta tinha sofrido uma grave torção no joelho direito, após dura entrada do colombiano Copete, na vitória celeste sobre o Santos, por 1 a 0, na Vila Belmiro, dia 28 de maio, pelo Campeonato Brasileiro. Devido à lesão, o meia ficou afastado por cerca de dois meses. No retorno aos gramados, no empate por 1 a 1 com o Palmeiras, dia 26 de julho, que classificou o Cruzeiro para a semifinal da Copa do Brasil, o camisa 10 se queixou de dor na perna esquerda e teve constatada uma reação por estresse na tíbia.

Inicialmente, a previsão do retorno aos gramados era de dez semanas, mas o uruguaio voltou a jogar depois de um mês ajudando a Raposa a arrancar um bom resultado para o duelo de volta da final da Copa do Brasil, no próximo dia 27, no Mineirão.

O médico Sérgio Freire Júnior explicou os motivos da evolução surpreendente de Arrascaeta. Segundo o profissional, o rápido diagnóstico da reação por estresse na perna esquerda, que foi sobrecarregada em função de o armador voltar de uma lesão na outra perna, foi fundamental para a recuperação acelerada.

“Quando o atleta se queixou de dor na perna esquerda, a gente investigou e identificamos a reação por estresse. O diagnóstico foi feito de uma forma muito precoce, indicamos um tratamento fisioterápico e medicamentoso, retiramos o atleta das atividades físicas e por conta disso ele pôde ter uma resposta rápida e eficaz, abaixo do prazo previsto”, disse o médico em entrevista ao site oficial do Cruzeiro.

“Normalmente, estes casos acabam passando, o atleta não valoriza a dor e acaba identificando dois, três meses mais tarde, quando o processo já está em uma fase mais avançada. É importante frisar essa questão do diagnóstico feito muito rápido e o tratamento muito eficaz. Isso tudo associado à dedicação do jogador, aos cuidados de tratamento e mais o retorno dele junto à comissão técnica, fisiologia e fisioterapia, foram essenciais para termos tido esse êxito”, completou o médico.

Ezequiel

Sérgio Freire Júnior comentou também sobre a situação de Ezequiel. O lateral-direito trata de uma pubalgia e vem sendo aproveitado nas partidas com certa cautela para não ter o quadro agravado. “Importante salientar a boa evolução do Ezequiel, de um quadro de uma dor no púbis por causa de uma hérnia inguinal, a gente tem conseguido controlar, junto das abordagens da fisioterapia e os cuidados preparação física e comissão técnica. Então, ele vem sendo aproveitado em boa parte das partidas”, observou.

Judivan

Sem jogar desde junho de 2015, quando sofreu uma grave lesão no ligamento cruzado do joelho esquerdo, Judivan está em fase final de recuperação, segundo Sérgio Freire Júnior.

“O Judivan já vem realizando trabalhos integrais com o grupo, com atividades à parte, de fortalecimento e de condicionamento, e atividades com o grupo, de treinamento. Consideramos em breve, que ele terá condições de já ser totalmente liberado”, afirmou.

Alisson

Diferentemente dos últimos anos, quando sofreu com as lesões, o meia-atacante Alisson tem a sua maior sequência em uma temporada. Além disso, o jogador é peça importante do esquema do técnico Mano Menezes: em 47 partidas, sendo 32 como titular, ele marcou quatro gols e é o segundo maior ‘garçom’ do time, com sete assistências (atrás apenas de Thiago Neves).

“A gente pode citar a situação atual do Alisson, que vem em condições muito boas, associando a parte de treinamento e de tratamento, com seus cuidados, e tendo um amplo aproveitamento durante toda a temporada”, disse Sérgio Freire Júnior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário