Presidente diz que contratou Oswaldo pela experiência e afirma: ‘Meta agora é estabilidade’ - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES

Breaking

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Presidente diz que contratou Oswaldo pela experiência e afirma: ‘Meta agora é estabilidade’



Depois de demitir Rogério Micale no último domingo, após a derrota por 3 a 1 para o Vitória, no Independência, o presidente do Atlético, Daniel Nepomuceno, apresentou o novo técnico do clube nesta terça-feira. Segundo o mandatário alvinegro, a justificativa para a contratação de Oswaldo de Oliveira foi pela experiência do treinador de 66 anos, que assume o time em um momento ruim no Campeonato Brasileiro.

“Foi pela experiência. Sabemos do momento, que é difícil, sabemos que estamos devendo. Confiamos no currículo e na experiência dele”, declarou Nepomuceno. “Estamos em uma situação que não é crítica, mas está muito longe do que imagino. Sempre vou cobrar, a obrigação nossa é trabalhar mais, obrigação é de olhar para cima”, completou.

Oswaldo de Oliveira assinou contrato com o Atlético até o fim do ano que vem e traz o auxiliar Luiz Alberto e o analista desempenho Thiago Larghi. Com o time na 11ª posição no Brasileiro, a meta traçada por Nepomuceno neste primeiro momento é trazer estabilidade à equipe.

“Acho que a meta número 1 agora é a estabilidade, conseguir ficar três ou quatro posições acima nos próximos jogos. Mas eu como presidente sempre vou cobrar mais. Conversei com o Oswaldo: sempre vou achar que temos que mirar lá em cima. Vamos focar no domingo. Tenho cobrado por causa do investimento. Objetivo é: veio agora porque a situação é difícil. Sempre vou cobrar. Obrigação nossa é jogar para frente”, observou o presidente atleticano.

“Conversei com o Oswaldo já era madrugada de domingo para segunda. A primeira pergunta foi: 'Você está acompanhando?'. Ele disse: 'Claro'. Ele sabe exatamente o que a gente precisa”, acrescentou.


O novo treinador já comandará as atividades na Cidade do Galo nesta terça-feira e estará no banco no próximo domingo na partida contra o Atlético-PR, em Curitiba.

Questionado se Sérgio Sette Câmara, que será o candidato da situação na eleição à presidência do Atlético no fim deste ano, teve participação na contratação de Oswaldo de Oliveira, Daniel Nepomuceno esclareceu que a decisão foi apenas dele.

“Estou presidente. Foi decisão pessoal (não disputar a presidência). Estou à frente do projeto do estádio. O Sérgio (Sette Câmara) ainda é o candidato a disputar eleição. Se eu tivesse a certeza que não teria candidato para disputar com o Sérgio, ele estaria na mesa. Mas eu tenho que ser responsável, as ações são minhas. Um treinador deste tamanho não aceita contrato 'tampão', ele veio fazer um projeto, veio para ser campeão. Vindo o novo presidente, ele vai ter obrigações e a caneta fica com ele. Mas isso é mais um motivo para trabalhar mais, pois sabe que futebol é assim. Se for bom o trabalho, nenhum doido vai tirar”, finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário