Em jogo de lances polêmicos, Atlético vence o América e respira mais aliviado no Mineiro - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES


 

Breaking

 ASSISTIR AGORA!

domingo, 18 de fevereiro de 2018

Em jogo de lances polêmicos, Atlético vence o América e respira mais aliviado no Mineiro



Depois do turbilhão vivido nos últimos dias, o Atlético terá um início de semana um pouco mais tranquilo. Ainda que não tenha mostrado um futebol brilhante, o alvinegro venceu o clássico contra o América por 3 a 0, neste domingo, no Independência, melhorando consideravelmente sua situação no Campeonato Mineiro. Róger Guedes, num lance muito polêmico, Norberto, contra, e Ricardo Oliveira fizerem os gols do jogo. 

Com o resultado, o Galo chegou aos 11 pontos, saltando da oitava para a terceira posição na tabela. Mesmo com o revés, o Coelho manteve a vice-liderança, com 13. O primeiro colocado disparado é o Cruzeiro, que acumula 19 pontos em 21 possíveis.

O ‘sossego’ atleticano vai durar apenas até quarta-feira, quando enfrenta o Botafogo-PB, em João Pessoa, pela segunda fase da Copa do Brasil. O Galo precisa da vitória para avançar. Empate leva a decisão para os pênaltis e uma derrota decretaria a precoce eliminação. 

  • O JOGO 

A primeira chance do jogo veio apenas aos 20 minutos. Gabriel errou o tempo da bola e cometeu falta perigosíssima na entrada da área. A sorte do Atlético é que Luan pegou muito mal na bola e isolou por cima do travessão de Victor. 

Aos 23, Róger Guedes recebeu na direita e descolou bom passe para Erik, que limpou a marcação e bateu cruzado, mas a finalização saiu mascada, à direita do gol.

Depois dos 30 minutos, o Galo cresceu e começou a acuar o Coelho em seu campo defensivo. O gol quase saiu aos 33. Róger Guedes tabelou com Elias, driblou o marcador e bateu forte, obrigando Glauco a fazer boa defesa. O lance deixou Ricardo Oliveira desesperado, já que o camisa 9 estava sem marcação e pedia a bola. 

Aos 42, Erik recebeu de Fábio Santos e enfiou um canudo de fora da área. A bola entraria no cantinho se Glauco não se esticasse todo e mandasse para escanteio. 

O merecido tento alvinegro saiu no último lance do primeiro tempo. Otero cobrou escanteio, Ricardo Oliveira escorou de cabeça para Róger Guedes, que, também de cabeça, mandou para o gol. Glauco tirou, mas para o auxiliar Guilherme Dias Camilo a bola já havia entrado. 

  • GALO DESLANCHA NO FIM

O América voltou dos vestiários com duas alterações: Carlinhos na vaga de Luan e o estreante Marquinhos no lugar de Serginho. Logo aos dois minutos, o time de Enderson Moreira deu um susto em Victor. Giovanni pegou forte de fora da área e a bola passou rente ao travessão do Galo. 

Logo em seguida, Rafael Moura avançou pela esquerda, chegou à linha de fundo e cruzou na medida para Marquinhos. O ex-cruzeirense testou no chão, Victor resvalou e Gabriel tirou em cima da linha. Diferentemente do que aconteceu no primeiro tempo, Guilherme Dias Camilo mandou o lance seguir, para revolta dos americanos. 

O Atlético levou perigo aos 20. Erik puxou contra-ataque rápido e tocou para Otero, que arriscou de longe. A bola triscou a trave esquerda do América. Logo em seguida, aos 33, foi a vez de Adilson mandar foguete de muito longe. A finalização passou perto e assustou. 

Aos 40, o argentino Tomás Andrade encontrou Róger Guedes livre na direita. O camisa 23 invadiu a área e chutou cruzado. Norberto tentou cortar, mas acabou fazendo contra, selando a vitória atleticana.

E deu tempo para mais um. Tomás Andrade recebeu na esquerda após uma bola roubada e descolou passe maravilhoso para Ricardo Oliveira, que só teve o trabalho de mandar para o fundo do gol. 

  • AMÉRICA 0 X 3 ATLÉTICO

Motivo: 7ª rodada do Campeonato Mineiro
Estádio: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Igor Júnio Benevenuto (CBF)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (FIFA) e Ricardo Júnio de Souza (CBF)
Gols: Róger Guedes, aos 45 min do 1ºT, Norberto (C), aos 40 mim do 2ºT, e Ricardo Oliveira, aos 45 min do 2ºT
América: Glauco; Norberto, Messias, Rafael Lima e Giovanni; Zé Ricardo, Juninho; Aylon (Renan Oliveira), Serginho (Marquinhos) e Luan (Carlinhos); Rafael Moura. Técnico: Enderson Moreira
Atlético: Victor; Patric, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adílson, Elias, Róger Guedes (Luan), Otero (Tomás Andrade) e Erik (Cazares); Ricardo Oliveira. Técnico: Thiago Larghi

OUÇA A COLETIVA: