Após 1º tempo desastroso, Atlético busca empate contra Ferroviário e avança na Copa do Brasil - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES


 

Breaking

 ASSISTIR AGORA!

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Após 1º tempo desastroso, Atlético busca empate contra Ferroviário e avança na Copa do Brasil



Foi no susto, mas o Atlético se classificou para as oitavas de final da Copa do Brasil. Com larga vantagem após golear no jogo de ida, o time alvinegro entrou em campo com os reservas nesta quarta-feira, contra o Ferroviário-CE, no estádio Castelão – dos titulares, apenas o goleiro Victor começou a partida. Mas após um primeiro tempo muito ruim, em que virou perdendo por 2 a 0, o Galo conseguiu buscar o empate por 2 a 2 na etapa final e evitou o vexame de ser derrotado por um clube da Série D do Brasileirão.

Esquerdinha e Mazinho fizeram para o Ferroviário na etapa inicial. Róger Guedes e Gustavo Blanco marcaram para o Atlético no segundo tempo. Apesar do empate, o Galo completou o quarto jogo sem vencer, já que vinha de três derrotas seguidas na temporada.

Como no duelo de ida, disputado em Belo Horizonte há duas semanas, o Atlético goleou 4 a 0, o placar agregado terminou em 6 a 2 para os mineiros.

Com a vaga nas oitavas de final, o Atlético embolsa mais R$ 2,4 milhões e chega a R$ 7,8 milhões acumulados desde a primeira fase da Copa do Brasil.

Agora, o Atlético volta as atenções para o Campeonato Brasileiro. Domingo, às 16h, a equipe recebe o Vitória, no Independência. 

Na Copa do Brasil, o time alvinegro aguarda o sorteio na próxima sexta-feira (20), às 11h, na sede da CBF, para saber quem irá enfrentar nas oitavas de final. Vale lembrar que nesta fase entram os clubes que disputam a Copa Libertadores (Cruzeiro, Grêmio, Corinthians, Palmeiras, Santos, Flamengo, Vasco e Chapecoense), além dos campeões da Copa Verde (Luverdense), Copa do Nordeste (Bahia) e da Série B do Brasileirão (América).

Pelas regras do sorteio, o Galo ficará no pote juntamente com os outros quatro clubes classificados que disputam a Copa do Brasil desde o início (Goiás, Ponte Preta, Internacional ou Vitória, Atlético-PR ou São Paulo), além de América, Bahia e Luverdense. No outro pote, estarão os oito times que jogam a Libertadores deste ano mais a Chapecoense, eliminada na fase preliminar da competição continental.



  • O JOGO 

O primeiro tempo do Atlético foi um desastre. Perdido em campo, o time alvinegro cedia espaço ao Ferroviário, que chegava com facilidade no ataque e finalizava com perigo para a meta de Victor. 

Até que o primeiro gol dos cearenses saiu aos 24 minutos. Após o cruzamento da direita, Esquerdinha aproveitou a indecisão de Bremer e a saída errada de Victor para cabecear para as redes.

Animado com o gol, o Ferrim seguiu no ataque e quase marcou o segundo. Esquerdinha aproveitou novo cruzamento da direita e testou buscando o canto de Victor, que ficou parado só olhando a bola passar rente a trave.

Mesmo mal em campo, o Atlético conseguiu criar chances para empatar, mas o jovem Alerrandro desperdiçou duas ótimas oportunidades. Em ambas, o atacante recebeu a bola quase na pequena área, porém chutou por cima.

O castigo veio ao 37 minutos. Depois da cobrança de um escanteio, a defesa do Atlético tirou, mas saiu devagar da área. No rebote, o jogador do Ferroviário cabeceou de volta para a área alvinegra e encontrou Mazinho livre de marcação e em condição legal para testar no canto de Victor. 

A confortável vantagem atleticana estava ficando cada vez menor. Assim, o técnico Thiago Larghi decidiu mexer no time no intervalo colocando dois titulares em campo: Luan e Gabriel nas vagas de Tomás Andrade e Felipe Santana, respectivamente.

A reação do Galo veio logo aos cinco minutos da etapa final. Alerrandro recebeu na intermediária e ataque e tocou para Róger Guedes que arriscou de longe com categoria acertando o cantinho do goleiro Léo. 

As mudanças deram uma nova cara ao Atlético, que melhorou no jogo. Gabriel deu mais segurança à defesa, enquanto Luan promoveu maior dinamismo ao meio-campo. E o empate quase saiu aos 16 minutos, porém mais uma vez Alerrandro perdeu. Erik recebeu na área, limpou o lance e rolou para o atacante. De frente para o gol, o camisa 44 chutou, mas o zagueiro Luís Fernando tirou em cima da linha.

O segundo do Galo estava amadurecendo e saiu aos 28 minutos. Se errou pelo menos três gols na partida, Alerrandro serviu de garçom. O atacante recebeu perto da grande área e tocou para Gustavo Blanco, na meia-lua, chegar batendo de chapa para empatar o jogo, esfriar os ânimos do Ferroviário e garantir a vaga nas oitavas de final que parecia ameaçada. 

Nos minutos finais, Alerrandro balançou as redes, mas foi flagrado em impedimento e não pôde comemorar o gol após perder três durante a partida.


  • FERROVIÁRIO 2 X 2 ATLÉTICO 

Ferroviário: Léo; André Lima, Luiz Fernando e Erandir; Lucas, Mazinho, Leanderson, Esquerdinha, Janeudo e Sávio (Rafael Guedes); Luís Soares (Valdeci). Técnico: Maurílio Silva

Atlético: Victor; Samuel Xavier, Bremer, Felipe Santana (Gabriel) e Lucas Cândido; Arouca, Gustavo Blanco (Yago) e Tomás Andrade (Luan); Róger Guedes, Alerrandro e Erik. Técnico: Thiago Larghi

Motivo: jogo de volta da quarta fase da Copa do Brasil
Local: Castelão, em Fortaleza (CE)
Data e horário: 18 de abril de 2018, às 21h45

Gols: Esquerdinha (24'/1º), Mazinho (37'/1º), Róger Guedes (5'/2º), Gustavo Blanco (28'/2º)

Cartão Amarelo: Samuel Xavier, Lucas Cândido (Atlético); Esquerdinha, Leanderson, Lucas (Ferroviário)

Árbitro: Pathrice Wallace Corrêa Maia - RJ (CBF)
Auxiliares: Michael Correia - RJ (CBF) e Carlos Henrique Alves de Lima Filho - RJ (CBF)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!!!