Atlético faz três no 1º tempo, bate o Cruzeiro no Horto e leva vantagem para a decisão - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES


 

Breaking

 ASSISTIR AGORA!

domingo, 1 de abril de 2018

Atlético faz três no 1º tempo, bate o Cruzeiro no Horto e leva vantagem para a decisão



  FOTO: ROBERT DIAS   

Em uma tarde inspirada de Otero, o Atlético venceu o Cruzeiro por 3 a 1 na tarde deste domingo, no Independência, em jogo de ida da final do Campeonato Mineiro. O venezuelano deu as três assistências para os gols alvinegros, marcados entre os 36 e os 45 minutos do primeiro tempo, por Ricardo Oliveira (duas vezes) e Adilson. A Raposa diminuiu na etapa complementar, com Arrascaeta.

O resultado dá ao Galo a possibilidade de perder por até um gol de diferença no duelo de volta, no próximo domingo (8), às 16h, no Mineirão, que, mesmo assim, conseguirá o título. Para levantar o troféu, a Raposa precisa bater o rival por pelo menos dois tentos a mais, pois possui a vantagem de jogar pelo empate no placar agregado.

Antes, porém, as duas equipes têm compromissos importantes no meio de semana. O Atlético recebe o Ferroviário-CE nesta quarta-feira (4), às 19h30, no Independência, em jogo de ida da quarta fase da Copa do Brasil. O Cruzeiro pega o Vasco no mesmo dia, às 21h45, no Mineirão, pela segunda rodada do Grupo 5 da Copa Libertadores.
  • O JOGO

A precisão de Otero fez a diferença para o Atlético no primeiro tempo. Três cruzamentos do meia resultaram em gols. Mas antes de a rede balançar, alvinegros e cruzeirenses faziam um duelo equilibrado, com leve vantagem para os mandantes.

A Raposa obrigou Victor a fazer boa defesa aos 9 minutos, em chute de Egídio. Aos 14, Cazares foi quem chegou com perigo, em finalização desviada que passou perto do travessão celeste. Otero tentou um gol olímpico, mas Fábio espalmou aos 29 e, no minuto seguinte, o Cruzeiro contra-atacou com Thiago Neves, mas o goleiro atleticano apareceu bem novamente.


Aos 36 minutos, o Galo iniciou a sequência de gols. Otero cobrou falta da ponta direita e Ricardo Oliveira desviou com o joelho para as redes. Cinco minutos depois, o venezuelano cobrou escanteio pela direita, à meia altura, e Adilson desviou de cabeça no primeiro pau, ampliando. A jogada que já havia dado certo duas vezes também vingou mais uma, aos 45. Cruzamento do gringo no lado canhoto e desvio para a rede: desta feita, novamente o Pastor, de cabeça.


No intervalo, o técnico Mano Menezes substituiu Rafinha por Arrascaeta. A Raposa lançou-se ao ataque, só que os alvinegros chegaram perto do quarto gol e só foram impedidos porque Fábio fez ótima defesa em chute de Luan, aos 17. A resposta celeste veio aos 36, em cabeçada de Sassá que Victor espalmou. No minuto seguinte, porém, Arrascaeta recebeu de Thiago Neves e mandou no cato esquerdo do Atlético, empatando o jogo.

O Cruzeiro perdeu uma boa oportunidade com Sassá, que, após driblar Vicotr na área, escorregou. O Atlético, porém, seguiu a incomodar e ficou perto do gol em cobrança de falta de Otero que Fábio espalmou. O goleiro voltou a salvar em finalização de Cazares aos 43. Na sequência, o venezuelano arriscou novamente e parou no arqueiro, o nome mais importante do Cruzeiro no embate.
  • ATLÉTICO 3 X 1 CRUZEIRO

Atlético: Victor; Patric, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adilson (Arouca), Elias (Yago), Luan (Tomás Andrade), Cazares e Otero; Ricardo Oliveira. Técnico: Thiago Larghi

Cruzeiro: Fábio; Lucas Romero, Léo, Murilo e Egídio; Henrique, Ariel Cabral (Mancuello), Robinho, Thiago Neves e Rafinha (Arrascaeta); Raniel (Sassá). Técnico: Mano Menezes

Gols: Ricardo Oliveira (36’/1ºT), Adilson (41’/1ºT), Ricardo Oliveira (45’/1ºT) e Arrascaeta (37'/2º)

Cartões amarelos: Elias, Ricardo Oliveira e Adilson (Atlético) Sassá (Cruzeiro)

Motivo: jogo de ida – final do Campeonato Mineiro
Data: 1º de abril de 2018, domingo, às 16h
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Dewson Fernando Freitas (PA)
Auxiliares: Helcio Araújo Neves (PA) e José Ricardo Guimarães Coimbra (PA)
Adicionais: Andrey da Silva e Silva (PA) e Djonaltan Costa de Araújo (PA)

Público: 21.215 torcedores
Renda: R$ 580.025

  Veja a coletiva: