Com grandes defesas de Rafael, reservas do Cruzeiro seguram empate contra Inter no Sul - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES


 

Breaking

 ASSISTIR AGORA!

domingo, 29 de abril de 2018

Com grandes defesas de Rafael, reservas do Cruzeiro seguram empate contra Inter no Sul

  Fotos: Ricardo Duarte/Internacional
Atuando com um time completamente reserva, o Cruzeiro contou com noite inspirada do goleiro Rafael, segurou a grande pressão do Internacional e conquistou o primeiro ponto do clube no Campeonato Brasileiro. Sem jogar bem, o time celeste foi sufocado pelo adversário, mas conseguiu ficar no empate em 0 a 0, neste domingo, no Beira-Rio, pela terceira rodada da competição nacional.

De olho no confronto decisivo contra o Vasco, na próxima quarta-feira, às 21h45, no Rio de Janeiro, que pode aproximar o time das oitavas de final da Copa Libertadores ou embolar de vez a disputa no Grupo 5 do torneio internacional, o técnico Mano Menezes escalou um time 100% alternativo em Porto Alegre e foi feliz ao escalar também o reserva no gol.

Rafael foi o nome do jogo. Com pelo menos quatro grandes defesas, o camisa 12 substituiu Fábio à altura sendo o responsável direto pelo primeiro ponto da Raposa no Brasileirão.

Apesar do empate sofrido, o Cruzeiro não deixou a zona de rebaixamento e figura na 18ª posição na tabela. Já o Inter subiu para a nona colocação, com quatro.

Ao fim do primeiro tempo, o Cruzeiro sofreu uma baixa. Ao tentar uma arrancada, o atacante David, que fazia sua estreia desde o início de uma partida, sentiu uma fisgada no músculo da coxa direita, a mesma que tratou quando chegou ao clube. Sem condições de permanecer, o camisa 11 precisou ser substituído no intervalo por Raniel.

Na próxima rodada do Brasileirão, o Cruzeiro encara o Botafogo, domingo, às 16h, no Mineirão. No mesmo horário, o Internacional visita o Flamengo, no Maracanã.
  • O JOGO

Em um primeiro tempo fraco tecnicamente, o Internacional até começou melhor, imprimindo certa pressão em busca do gol. A primeira chance da partida surgiu aos oito minutos em cobrança de falta de D’Alessandro que passou raspando o travessão de Rafael.

Perdido em campo, o Cruzeiro não sabia o que fazer com a bola. Sem força no meio-campo e no ataque, o time celeste errava muitos passes na transição ao setor ofensivo e vacilava na defesa.

Em um desses erros defensivos, Bruno Silva recuou para Rafael ao tentar cortar um passe no ataque do Inter, e o goleiro do Cruzeiro, ao invés de chutar pegou com as mãos. O árbitro não teve dúvida e assinalou tiro livre indireto próximo à pequena área. Na cobrança, D’Alessandro rolou para o lateral-direito Fabiano, que soltou a bomba e a bola passou muito perto do gol.

O jogo, que não era dos melhores, caiu ainda mais. Desorganizado, o Cruzeiro seguia sem saber como construir as jogadas ofensivas, enquanto o Inter, apesar da maior posse de bola, se perdeu em campo e não conseguiu mais ameaçar a meta celeste.

No fim do primeiro tempo, baixa no Cruzeiro. Ao tentar uma arrancada, o atacante David, que fazia sua estreia desde o início de uma partida, sentiu uma fisgada no músculo da coxa direita, a mesma que tratou quando chegou ao clube. Sem condições de permanecer, o camisa 11 precisou ser substituído no intervalo por Raniel.

Inter aumenta pressão, manda bola na trave e Rafael fecha o gol

Nos primeiros minutos da etapa final, o Colorado aumentou a pressão, mas a Raposa conseguiu se segurar com boas defesas de Rafael. Primeiro, o goleiro celeste pegou em dois tempos após finalização de calcanhar de Patrick na pequena área. Pouco depois, de novo Patrick recebeu e, da entrada da área, soltou a bomba. O camisa 12 se esticou todo e mandou para escanteio.

Só na defesa, o Cruzeiro tentava algumas escapadas e levou perigo. Após descida de Marcelo Hermes, o lateral cruzou para Sobis, que dominou de frente para o gol, mas demorou um pouco para chutar e a finalização saiu prensada na defesa gaúcha. Em seguida, o camisa 7 recebeu de Robinho e cabeceou de peixinho, mas a bola passou raspando a trave.

O Inter não se intimidou com os ataques celestes e voltou à carga em busca do gol, mas esbarrou em um dia inspirado de Rafael. Primero, o goleiro do Cruzeiro pegou uma bomba da entrada da área de D’Alessandro.

No minuto seguinte, o camisa 12 contou com a sorte, pois a bola explodiu no travessão no chute de Lucca. Pouco depois, o arqueiro da Raposa salvou uma finalização e, na sequência do lance, caiu no cantinho para tirar com a ponta dos dedos a finalização do atacante do Inter. Rafael estava fazendo a diferença para o placar apontar 0 a 0.

Se Rafael se esforçava para segurar o empate, o Inter também desperdiçou uma chance incrível. Após cruzamento, Pottker apareceu livre na área, mas cabeceou em cima do goleiro celeste.
  • CRUZEIRO 0 X 0 INTER

Internacional: Danilo Fernandes; Fabiano, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado (Wellington Silva), Edenílson (Nico López), William Pottker, D'Alessandro e Patrick; Leandro Damião (Lucca). Técnico: Odair Hellmann

Cruzeiro: Rafael; Ezequiel, Manoel, Murilo e Marcelo Hermes; Lucas Romero, Bruno Silva, Mancuello (Lucas Silva) e Robinho; Rafael Sobis (Rafael Marques) e David (Raniel). Técnico: Mano Menezes

Motivo: 4ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 29 de abril de 2018, domingo, às 19h
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)

Cartão Amarelo: Marcelo Hermes, Ezequiel (Cruzeiro); Leandro Damião, Lucca (Internacional)

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Auxiliares: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa (RJ) e Thiago Henrique Neto Corrêa Farinha (RJ)
Assistentes: Rodrigo Nunes de Sá (RJ) e Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ)