COM A PIOR SEQUÊNCIA NO BRASILEIRÃO POR PONTOS CORRIDOS TÉCNICO PEDE APOIO A TORCIDA - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES


 

Breaking

 ASSISTIR AGORA!

terça-feira, 24 de setembro de 2019

COM A PIOR SEQUÊNCIA NO BRASILEIRÃO POR PONTOS CORRIDOS TÉCNICO PEDE APOIO A TORCIDA



A pior sequência de derrotas do Atlético na era pontos corridos coloca o time em uma situação delicada no Brasileirão. Figura presente no G6 até a 17ª rodada, o Atlético vê a distância entre a zona de classificação para a Libertadores e o grupo que briga contra o rebaixamento ser quase a mesma: oito pontos separam o Atlético do São Paulo, atual sexto colocado, e nove é a diferença para o Fluminense, primeiro integrante da degola. 

Os resultados ruins geram questionamentos sobre o trabalho do técnico Rodrigo Santana, que terá uma prova de fogo na próxima quinta-feira (26), contra o Colón, pela semifinal da Copa Sul-Americana, no Mineirão. O Atlético precisa vencer por 1 a 0 ou por dois gols de diferença caso o time argentino balance as redes. Triunfo por 2 a 1 para o alvinegro, levará a decisão para os pênaltis. Uma vaga na final da competição continental dará certa tranquilidade para Santana tentar a recuperação no Campeonato Brasileiro. 

“A gente entende o torcedor, lamenta, sabe que o torcedor está p***, como nós também estamos, não dormimos, mas quinta-feira é o jogo da nossa vida e a gente precisa demais do torcedor para voltar o caminho de vitórias e classificar”, disse o treinador após a derrota para o Avaí, na noite dessa segunda-feira, a sexta seguida na Brasileirão.

Por outro lado, uma eliminação para o Colón pode tornar a permanência do treinador insustentável. A sequência no Brasileirão tem jogos complicadíssimos. Após receber Ceará e Vasco no Independência, Atlético vai visitar o Palmeiras, Flamengo e receberá o Grêmio .

“Eu não consigo ver, dentro de campo, alguém acomodado com essa derrota. São profissionais e pais de família que estão lutando. Até pouco tempo, a gente estava no grupo da Libertadores. É uma fase ruim, longa. A gente precisa sair dela urgente. 

Ninguém está acomodado porque tem a Sul-Americana. A gente tem consciência que estamos devendo muito no Brasileiro”, reconhece o treinador, que nega qualquer problema no elenco.

“Sobre bastidores, nunca teve problema. Diretoria sempre atuou bem no dia a dia. A gente tem muita convicção do que estamos fazendo. Torcedor tem todo o direito de estar nervoso, mas só a gente pode sair dessa situação. Na quinta-feira, é o jogo da nossa vida. A gente precisa do nosso torcedor e nós vamos mudar essa história”, disse.