Header Ads Widget

Responsive Advertisement

EM JOGO VÁLIDO PELO CAMPEONATO BRASILEIRO, CRUZEIRO EMPATA EM 1 A 1 COM O FORTALEZA NO MINEIRÃO


Foi com muita luta e garra que o Cruzeiro entrou em campo na noite deste sábado. Jogando no Mineirão, a Raposa enfrentou o Fortaleza, em duelo válido pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. O placar final da partida terminou com igualdade para ambas as equipes: 1 a 1. 

Os gols foram anotados na segunda etapa da partida. O tento cruzeirense foi marcado por Orejuela, aos 34 minutos. Wellington Paulista igualou o marcador. 

Agora, o Clube Cinco Estrelas volta a campo na próxima quinta-feira, 31 de outubro, às 21h30, contra o Botafogo, pela 29ª rodada do Brasileirão. A partida está marcada para o estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro-RJ.

UM MINUTO DE SILÊNCIO

Antes do início da partida, o Cruzeiro fez uma singela homenagem à cruzeirense Kauany Reis de Oliveira com um minuto de silênio no estádio. A torcedora faleceu no início desta semana em razão de um grave acidente automobilístico ocorrido em Manhuaçu, cidade da Zona da Mata Mineira.

      A  PARTIDA                                           

Em um confronto em que ambas as equipes estão em posições parecidas no campeonato, Cruzeiro e Fortaleza começaram o jogo com muitos movimentos dos dois times, com bons toques principalmente no meio de campo. 

Pressionando bastante, o Cruzeiro teve seu primeiro lance de grande perigo aos 17 minutos. Pela esquerda, David lançou a bola na área na medida para Thiago Neves. O meia celeste cabeceou forte, mas o goleiro adversário conseguiu tirar e evitar o que seria o primeiro gol do confronto. 

Aos 20 minutos, em disputa forte dentro da área, a bola sobrou para Orejuela, que soltou uma bomba em direção ao goleiro Felipe Alves, levando muito perigo para as redes do Fortaleza. 

O jogo continuou na primeira etapa com boas chegadas da equipe cruzeirense e com destaque maior também para a solidez da defesa cinco estrelas. 

       SEGUNDO TEMPO                                 

Ciente da importância de conquistar um placar favorável, o Cruzeiro iniciou a etapa final dominando o jogo novamente, com boas chegadas na grande área do Fortaleza. 

Quando eram decorridos 13 minutos, a Raposa chegou com várias jogadas perigosas dentro da área. Orejuela cruzou pela direita, Fred tentou dar uma bicicleta, mas a bola passou e terminou nos pés de David, que chutou para o gol, levando perigo para o time visitante. 

David apareceu bem outra vez aos 19 minutos. Pela esquerda novamente, o camisa 11 apareceu sozinho e arriscou chute, tirando tinta da trave do gol da equipe adversária. 

A trave impediu o gol do Cruzeiro aos 24 minutos, no que se tornou a grande chance do clube celeste na etapa final. David limpou e deu o passe para Marquinhos Gabriel, que finalizou, mas a bola parou na extremidade da rede do Fortaleza. 

O gol da justiça finalmente saiu aos 34 minutos. Orejuela iniciou a jogada pelo lado direito, cruzando a bola pra David. O zagueiro adversário afastou, a bola sobrou para Marquinhos Gabriel, que ajeitou para Orejuela. O lateral bateu e marcou: 1 a 0 Cruzeiro 

Três minutos depois, o Fortaleza subiu o campo em contra-ataque. Na primeira oportunidade de perigo do time cearense no jogo, a bola ficou com Wellington Paulista, que empatou o jogo.

         CRUZEIRO 1 X 1 FORTALEZA               

Motivo: 28ª rodada do Campeonato Brasileiro 
Local: Mineirão, em Belo Horizonte-MG 
Público pagante: 25.644

Público presente: 32.268
Renda: R$ 540.229,00
Gols: Orejuela (Cruzeiro), aos 34 min do 2ºT; Wellington Paulista (Fortaleza), aos 37 min do 2ºT 

Árbitro: Raphael Claus – FIFA (SP) 
VAR: José Cláudio Rocha Filho – AB (SP) 

Cruzeiro: Fábio; Orejuela, Cacá, Fabrício Bruno e Egídio; Henrique, Jadson (Marquinhos Gabriel), Robinho (Sassá) e Thiago Neves; David (Ezequiel) e Fred 
Técnico: Abel Braga 

Fortaleza: Felipe Alves; Gabriel, Quintero, Paulão e Carlinhos; Juninho, Felipe, André Luis (Kieza) e Romarinho (Felipe Pires); Wellington Paulista e Osvaldo (Marlon) 
Técnico: Rogério Ceni 
Cartões amarelos: Cacá, Jadson e Robinho (Cruzeiro); Felipe (Fortaleza)