Header Ads Widget

Responsive Advertisement

FORA DE CASA ATLÉTICO FICA NO EMPATE DIANTE DO CSA PELO BRASILEIRÃO


Na estreia do técnico Vagner Mancini, o Atlético deixou escapar no fim dois pontos em Maceió. O time alvinegro conseguiu virar sobre o CSA aos 39 minutos do segundo tempo, mas levou o empate na sequência em cobrança de pênalti e ficou no 2 a 2, nesta quarta-feira, no estádio Rei Pelé, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Alecsandro fez valer a ‘lei do ex’ e abriu o placar para o time alagoano aos 33 minutos do primeiro tempo. Réver, aos 23, e Luan, aos 39, viraram para o Galo na etapa final. Mas o Atlético não soube segurar o placar e sofreu o empate em cobrança de pênalti aos 43.

Com o resultado, o Atlético chegou ao quinto ponto somado nos últimos 36 disputados e caiu para a 12ª posição, com 32 pontos, mantendo em seis a distância para o primeiro time da zona de rebaixamento, que é justamente o CSA, 17º colocado, com 26.

Na próxima rodada, o Atlético enfrentará o Santos, domingo, às 16h, no Independência. Na segunda-feira, às 20h, o CSA visita o Botafogo, no Engenhão.

     O JOGO                                          

Ao contrário do que se pensava, Vagner Mancini montou o Atlético com apenas dois zagueiros: Léo Silva e Igor Rabello. Terceiro defensor, Réver foi adiantado para atuar como primeiro volante na vaga de Nathan, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. 

O Atlético começou a partida no ataque e criando oportunidades, mas sem incomodar o goleiro João Carlos. Na primeira grande chance, o jovem Marquinhos recebeu cruzamento de Luan e cabeceou rente à trave.

A partida estava morna e com as equipe lutando muito, mas o nível técnico era baixo. Em um raro momento de inspiração, Vinícius arriscou de longe e o goleiro do CSA caiu no canto para defender.

E o CSA abriu o placar em um erro do Atlético. Fábio Santos saiu jogando errado pelo lado esquerdo da defesa e perdeu a bola para Dawhan, que cruzou para Alecsandro, que ganhou no alto de Léo Silva e cabeceou no canto esquerdo de Cleiton.

Na sequência, Fábio Santos tentou se redimir do erro, mas parou no travessão. Antes, Luan invadiu a área e cruzou para trás. A bola desviou no zagueiro do CSA e o goleiro João Carlos, no reflexo, conseguiu evitar o gol. No rebote, o lateral atleticano chutou e, após desvio, a bola tocou no travessão e saiu.

Na etapa final, o Atlético chegou com perigo mais uma vez com Fábio Santos, que entrou na área em velocidade e chutou cruzado, mas João Carlos fez grande defesa salvando o CSA de levar o empate.

A pressão do Galo deu resultado aos 23 minutos da etapa final. Após Luan ser desarmado na entrada da área, Réver, no rebote, emendou de longe e contou com desvio no meio do caminho que enganou o goleiro. Era o empate atleticano em Maceió. 

Três minutos depois, o Atlético quase virou o jogo. Em troca de papeis entre Ricardo Oliveira e Maicon Bolt, o camisa 9 cruzou e o 11 apareceu no meio da área e desviou, mas a bola passou rente à trave.

O Atlético era melhor em campo e não virou porque parou na trave mais uma vez um chute de longe de Vinícius, que havia acabado de receber cartão amarelo por reclamar de ter sofrido pênalti. No minuto seguinte, o meia-atacante deixou a mão no rosto do jogador do CSA em disputa de bola do meio-campo, levou a segunda advertência e foi expulso.

Mesmo com um jogador a menos, o Atlético conseguiu a virada aos 39 minutos. Fábio Santos cruzou, a bola passou por Ricardo Oliveira, mas não por Luan, que dominou e bateu no cantinho. 

Mas a comemoração alvinegra durou pouco. No minuto seguinte, Guga derrubou Jonatan Goméz na área e o árbitro marcou pênalti. O próprio meia foi para a cobrança e deixou tudo igual novamente no estádio Rei Pelé.

                    CSA 2 X 2 ATLÉTICO                 

CSA: João Carlos; Dawhan, Alan Costa, Luciano Castán e Carlinhos; Naldo (Celsinho), João Vitor, Jonatan Goméz e Apodi; Bustamante (Bruno Alves) e Alecsandro (Warley). Técnico: Argel Fucks

Atlético: Cleiton; Guga, Léo Silva, Igor Rabello e Fábio Santos; Réver, Elias, Luan (Patric), Vinícius e Marquinhos (Maicon Bolt); Di Santo (Ricardo Oliveira). Técnico: Vagner Mancini

Motivo: 26ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 16 de outubro de 2019, quarta-feira, às 19h15
Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL)

Gols: Alecsandro (33’/1º), Réver (23’/2º), Luan (39’/2º), Jonatan Goméz (pênalti - 43’/2º)

Cartão Amarelo: Luciano Castán, Naldo, Dawhan (CSA); Fábio Santos, Igor Rabello, Vinícius (Atlético)

Cartão Vermelho: Vinícius (Atlético)

Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF)
Auxiliares: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e José Reinaldo Nascimento Júnior (DF)
VAR: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)

Postar um comentário

0 Comentários