Header Ads Widget

Responsive Advertisement

LISCA DEIXA O COMANDO DO AMÉRICA APÓS ACORDO COM A DIRETORIA





Lisca não é mais treinador do América. A era “Lisca Doido”, que começou em janeiro de 2020, terminou nesta segunda-feira (14) após o ex-comandante do Coelho fazer um pronunciamento ao lado do coordenador futebol clube-empresa Marcus Salum. A saída ocorreu em comum acordo com a direção americana, após uma reunião com Salum e com o presidente Alencar da Silveira Júnior, quando o treinador solicitou o seu desligamento.

O pedido de saída de Lisca ocorre em seu pior momento como comandante do América. Nesta última semana, o clube foi eliminado da Copa do Brasil para o Criciúma e sofreu a terceira derrota seguida no Campeonato Brasileiro ao levar 2 a 0 do Flamengo, domingo (13), no Maracanã. Com ele, saem também os auxiliares Jorge de Lorenzi e Márcio Hahn.

Vislumbrando as dificuldades da Série A, na reta final da Série B, Lisca avisou publicamente que o time precisaria de reforços para esta temporada. No entanto, apesar de a diretoria fazer 12 contratações, poucos se firmaram no time titular. O que teve mais chances foi o meia Bruno Nazário. Nos últimos jogos, o treinador já vinha reclamando nas entrevistas coletivas que não conseguia fazer mais nada.

Apesar do momento ruim, Lisca protagonizou vários feitos importantes para o América. Além de conseguir subir da Série B para a Série A do Campeonato Brasileiro, não conquistando o título da B por causa de um gol, ele ainda conseguiu levar o Coelho às semifinais da Copa do Brasil 2020, algo inédito na história americana. Na temporada 2021, ele ainda eliminou o Cruzeiro nas semifinais do Campeonato Mineiro com duas vitórias e foi vice-campeão.

Postar um comentário

0 Comentários