EM JOGO DE SEIS GOLS E COM ESTREIA DE REFORÇOS, CRUZEIRO EMPATA COM O GUARANI-SP, NO MINEIRÃO - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES


 

Breaking

 ASSISTIR AGORA!

quinta-feira, 1 de julho de 2021

EM JOGO DE SEIS GOLS E COM ESTREIA DE REFORÇOS, CRUZEIRO EMPATA COM O GUARANI-SP, NO MINEIRÃO


O Mineirão recebeu um jogo de seis gols na noite desta quarta-feira e que, por pouco, não rendeu três pontos para o Cruzeiro. Mesmo após sair atrás no placar, a Raposa virou o jogo contra o Guarani, mas acabou cedendo o empate e a partida, válida pela 8ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, terminou empatada em 3 a 3.

Os tentos do Maior de Minas foram anotados por Thales (contra), Léo Santos (estreante) e Matheus Barbosa, enquanto a agremiação de Campinas balançou as redes com Bruno Sávio (2) e Régis. Além de Léo Santos, outros dois atletas também tiveram a oportunidade de entrar em campo pela primeira vez com a camisa azul: os laterais Norberto e Jean Victor.

Em meio a uma maratona de compromissos, o elenco já se reapresenta na tarde de quinta-feira, quando treina na Toca II e, logo depois, segue viagem para Porto Alegre. Na sexta, a delegação fará uma atividade no CT do Grêmio, antes de ir para Pelotas, onde enfrentará o Brasil-RS, às 19h de sábado.

    O JOGO                                                                         

A partida no Gigante da Pampulha começou de maneira inesperada, com o Guarani no campo de ataque. Aos 4 minutos, Régis arriscou de fora da área e Fábio espalmou para escanteio. Na cobrança, Bruno Sávio ganhou pelo alto e cabeceou com categoria, sem chances para o goleiro celeste. Guarani 1 x 0.

Aos 16 minutos, os visitantes apareceram novamente com perigo, no campo de ataque. Na ocasião, Davó avançou com liberdade e cruzou rasteiro para Bidu, que chutou desequilibrado, sem direção.

Três minutos depois, a Raposa conseguiu o empate. Em escanteio cobrado por Marcinho, Léo Santos se antecipou à marcação e acabou complicando o zagueiro Thales, que cabeceou contra o próprio gol. Cruzeiro 1 x 1.

A virada veio aos 22 minutos e em jogada muito parecida. Marcinho cobrou escanteio na medida certa para Léo Santos, que subiu muito e testou com precisão, superando Gabriel Mesquita. Cruzeiro 2 x 1.

O jogo era eletrizante. Aos 30 minutos, Bruno Sávio recebeu de Régis, fora da área, e arriscou. O chute desviou na marcação cruzeirense e enganou Fábio. Guarani 2 x 2.

Aos 44 minutos, em cobrança de escanteio feita por Rafael Sóbis, Matheus Barbosa subiu livre e cabeceou com força. A bola quicou e passou pelo goleiro do Guarani. Cruzeiro 3 x 2.

     2º TEMPO                                                                   

Na segunda etapa, quem chegou primeiro foi o Guarani. Aos 7 minutos, Bidu cruzou rasteiro e Júlio Cesár chegou batendo de primeira, desequilibrado, para fora.

A resposta da equipe celeste veio aos 20 minutos, quando Rafael Sóbis recuperou a posse no campo de ataque e finalizou, acima do travessão.

Já aos 23, Régis tabelou com Davó, entrou na área e tocou na saída do camisa 1 estrelado. Guarani 3 x 3.

Na reta final, o Cruzeiro tentou de todas as formas o gol da vitória. Aos 46, em rápido contra-ataque, Thiago foi acionado, mas parou em ótima intervenção de Gabriel Mesquita.

Logo depois, Allan Victor concluiu de longe e Fábio espalmou para salvar a Raposa.

CRUZEIRO 3 x 3 GUARANI-SP

Motivo: 8ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro
Data: 30/06/2021 (quarta-feira)
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Rafael Martins de Sá - CD (RJ)
Cruzeiro: Fábio; Norberto, Léo Santos, Paulo e Matheus Pereira (Jean Victor); Adriano (Thiago), Matheus Barbosa (Giovanni) e Marcinho (Rômulo), Felipe Augusto (Airton), Bruno José e Rafael Sóbis.
Técnico: Mozart

Guarani-SP: Gabriel Mesquita; Diogo Mateus, Thales, Ronaldo Alves e Bidú; Bruno Silva, Rodrigo Andrade (Índio) e Régis (Lucão do Break); Júlio César (Allan Victor), Bruno Sávio (Pablo) e Davó (Andrigo).
Técnico: Daniel Paulista

Gols: Bruno Sávio, aos 5 e aos 30, Thales (contra), aos 19, Léo Santos, aos 22, e Matheus Barbosa, aos 44 min. do 1º tempo; Régis, aos 23 min do 2º tempo
Cartões amarelos: Rodrigo Andrade, Andrigo, Thales e Bidu (Guarani-SP)