Header Ads Widget

Responsive Advertisement

CRUZEIRO GOLEIA FORA DE CASA PELA COPA DO BRASIL DIANTE DO SERGIPE




O Cruzeiro está mais do que classificado para a segunda fase da Copa do Brasil. Ao time celeste bastava apenas o empate diante do Sergipe, em jogo na noite desta quarta-feira (23), em Aracaju, na Arena Batistão. Mas o time fez mais. Muito mais.

Depois de um primeiro tempo com oportunidades desperdiçadas e dificuldades, o time emplacou na etapa final e não perdoou, aplicando um 5 a 0 sem dó e sem perdão para cima do time sergipano. Insaciável, o Cruzeiro se impôs diante do adversário, tendo a goleada aberta por Edu. João Paulo e Thiago fizeram golaços, enquanto Vitor Roque, que entrou na etapa final e mudou o jogo, foi premiado com dois gols.

Na segunda fase da Copa do Brasil, o Cruzeiro, maior campeão do torneio, vai pegar o Tuntum, do Maranhão, que passou pelo Volta Redonda, vencendo por 4 a 2. Com a classificação, o time estrelado embolsou R$ 1,5 milhão, além de R$ 1,27 milhão já pela participação na primeira fase. Receitas importantes para o clube, que agora só volta a campo no dia 6 de março, quando faz o clássico contra o Atlético, no Mineirão, pela primeira fase do Campeonato Mineiro.

   O JOGO                         

Tempos distintos em Aracaju, na Arena Batistão. Se no primeiro tempo, o Cruzeiro teve certas dificuldades, não conseguiu emplacar a jogada aguda pela esquerda com Waguininho e Rafael Santos e ainda desperdiçou ao menos quatro chances que poderiam ter morrido no fundo das redes, a segunda etapa mostrou um time intenso e que encurralou o Sergipe para buscar a classificação.

A porteira se abriu com o artilheiro Edu, logo aos seis minutos da etapa final. Por elevação, Giovanni fez um passe com açúcar e afeto, encontrando o camisa 99 para finalizar. Seu sexto gol em oito jogos. Nas últimas cinco partidas, Edu foi às redes. Um goleador que precisa em média de 94 minutos para ir às redes. A maior contratação celeste, sem dúvida, para 2022.

O Sergipe tentou como podia igualar o placar, já que naquela altura precisava de uma virada para classificar. Chegou a ter bola na trave e até mesmo um gol anulado pela arbitragem, mas o Cruzeiro seguiu em cima. A entrada de Vitor Roque na etapa final ativou ainda mais o ataque pela extremidade do campo e liberou o caminho para que João Paulo, que já vinha merecendo marcar desde a primeira etapa, estabelecesse a lei do ex.

Aos 23 do segundo tempo, o meia, com um toque sutil, marcou um golaço na Arena Batistão. Um gol de cobertura sobre o goleiro João Gabriel. Quatro minutos depois, aos 27, foi a vez de Bidu dar um passe afetuoso para Thiago, que entrou no lugar de Edu. O jovem centroavante cruzeirense entrou cara a cara com o goleiro e teve frieza para encobrir João Gabriel e fazer o terceiro.

Vitor Roque, para premiar sua boa participação, fechou a goleada cruzeirense em Sergipe com dois gols. O primeiro foi na tabela esperta com Thiago, aos 38 minutos. O garoto de 16 anos fez uma bela finta em Lazarini, tocando na saída de João Gabriel. Depois, aos 41, Rafael Santos cruzou da esquerda e encontrou Roque para cabecear. A bola ainda bateu no travessão e entrou.

Postar um comentário

0 Comentários