Teatro Alterosa vai fechar as portas em fevereiro - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES


 

Breaking

 ASSISTIR AGORA!

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Teatro Alterosa vai fechar as portas em fevereiro

Entre os motivos alegados estava a falta de patrocinadores, principalmente depois do fim do apoio dado pela Petrobras; artistas lamentam.

O Teatro Alterosa, localizado na avenida Assis Chateaubriand, no bairro Floresta, está prestes a fechar as portas. A informação circula no meio artístico e foi confirmada por funcionários do local. O fim das apresentações da Campanha de Popularização do Teatro, que ocorre no dia 19 de fevereiro, marca o fechamento do espaço, que acomoda até 320 espectadores.

De acordo com um dos trabalhadores do local, que preferiu não se identificar, na última sexta-feira foi feita uma reunião quando foi anunciado o fim das atividades no teatro. Entre os motivos alegados estava a falta de patrocinadores, principalmente depois do fim do apoio dado pela Petrobras.

Outro funcionário, que também pede para não ter o nome divulgado, conta que os problemas vinham se avolumando e a empresa demitiu várias pessoas nos últimos meses e que, até o encerramento, vai trabalhar com um número reduzido de empregados.

"O teatro está há mais de dois anos sem ar condicionado por falta de uma peça que a empresa diz não ter dinheiro para trocar. No verão, com plateia cheia, o calor fica insuportável", relata.

Lamento

Os trabalhadores lamentaram a perda do espaço, que abrigou vários espetáculos teatrais e apresentações musicais. A diretora de teatro, Papoula Bicalho, conta que o fechamento de um teatro deste porte é uma grande perda para a cena cultural de Belo Horizonte.

"Lá tem uma estrutura muito boa para o teatro, para a dança ou para a música. Lá é um local com muita história, recebeu vários festivais de todas as áreas, como o FIT, o Festival de Bonecos e a Campanha de Popularização do Teatro. Todos perdemos muito com isso", lamenta.

O ator e produtor Maurício Canguçu, conhecido pelo público mineiro pelas peças "Acredite Um Espírito Baixou Em Mim" e "Os Sem Vergonhas", se diz chocado pelo fechamento. "É uma perda irreparável", afirma.

Menos um espaço

O artista conta que boatos sobre o fim do espaço estavam circulando desde o ano passado, mas sempre eram desmentidos. Mas, desta vez, uma das produtoras do local confirmou o fechamento em uma postagem no Facebook.

Ele conta que o espaço sempre foi uma referência na cidade, principalmente pela qualidade da infra-estrutura. "Ana Carolina, Paula Fernandes, Fernanda Montenegro e Marília Pera já se apresentaram ali. A história do teatro brasileiro passou por aquele palco, assim como a da música e da dança", conta.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!!!