Com time titular, Cruzeiro atropela o Tupi, mantém 100% e assume a ponta do Mineiro - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES


 

Breaking

 ASSISTIR AGORA!

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Com time titular, Cruzeiro atropela o Tupi, mantém 100% e assume a ponta do Mineiro




O começo da temporada 2017 do Cruzeiro continua perfeito. Depois de poupar titulares nos dois últimos jogos, o time principal não teve dificuldades para vencer o Tupi, por 4 a 0, na tarde deste sábado, em Juiz de Fora, pela terceira rodada do Campeonato Mineiro.

Rafael Sobis (2), Leo e Robinho fizeram os gols da Raposa. Foi um passeio em campo, com trocas de passes, aproximação e jogadas em profundidade.O placar só não foi mais elástico porque o time celeste desperdiçou diversas chances e tirou o pé na etapa final.

O triunfo, o quinto seguido na temporada, manteve a equipe de Mano Menezes com 100% de aproveitamento no ano e rendeu a liderança isolada do Estadual, com nove pontos e cinco gols de saldo. Já o Tupi vive situação oposta e ainda não venceu na competição. Soma apenas um ponto de nove possíveis.

Massacre

O Cruzeiro não teve dificuldade para impor seu ritmo de jogo diante do Tupi. Com apenas 20 minutos de bola rolando, já tinha criado nove oportunidades para marcar. Em uma delas, Rafael Sobis abriu o placar aos 19 minutos em linda cobrança de falta que contou com a ajuda do goleiro Gideão.

Antes do gol celeste, o Tupi teve a chance de marcar com Juninho, em jogada de contra-ataque rápido. No entanto, após ter passado pelo goleiro Rafael, o atacante se embolou com a bola e permitiu o desarme.

A superioridade do Cruzeiro voltou a ser traduzida em gol aos 26 minutos. Após cruzamento perfeito de Ezequiel, o zagueiro de Léo apareceu livre e cabeceou certeiro para o gol: 2 a 0 merecido.

O Cruzeiro desacelerou após o segundo gol, mas manteve a posse de bola e o controle da partida. Tanto que quase ampliou aos 44 minutos em cabeçada de Arrascaeta que acertou o travessão. Mesmo mais cadenciado, a Raposa fez o terceiro em chute rasteiro de Robinho de fora da área: 3 a 0 e vitória praticamente garantida.

Etapa final

Mesmo com a fatura liquidada em 45 minutos, o Cruzeiro continuou pressionando o Tupi no segundo tempo. Assustado e perdido em campo, o time da casa facilitava as ações da Raposa, que quase fez o quarto em chute cruzado de Alisson aos 11. Minutos depois foi a vez de Arrascaeta parar na defesa de Gideão.

O Tupi não conseguia sair do campo defensivo em razão do volume e da qualidade de jogo celeste. Parecia um treino de ataque contra defesa. O goleiro Gideão foi exigido diversas vezes e os atacantes celestes também desperdiçaram várias chances. Além disso, a trave salvou o time de Juiz de Fora por duas vezes.

No final, o Cruzeiro foi premiado com o quarto gol, marcado por Rafael Sobis ao 47 minutos.O atacante celeste arrancou, invadiu a área e tocou na saída de Gideão. Goleada justa.

Na próxima rodada a Raposa vai encarar a URT, sábado, em Patos de Minas. Antes, o time celeste tem compromisso contra o Volta Redonda, quarta-feira, no Rio de Janeiro, pela Copa do Brasil. Já o Tupi terá uma semana para acertar o time antes de visitar o Tricordiano.

Ficha técnica

Tupi 0x4 Cruzeiro

Tupi:Gideão; Euller, Elivélton, Edmário e Bruno Santos; Bonilha, Marcel (Leandro Ferreira, aos 11min do 2ºT) e Juninho (Sávio, no intervalo); Carlos Júnior, Flávio Caça-Rato (Jajá, aos 11min do 2ºT) e Matheus Pato.Técnico: Éder Bastos

Cruzeiro:Rafael; Ezequiel, Leo, Caicedo e Diogo Barbosa (Fabrício, aos 28min do 2ºT); Henrique, Ariel Cabral, Robinho e Alisson (Rafinha, aos 25min do 2ºT); Arrascaeta (Elber, aos 39min do 2ºT) e Rafael Sobis. Técnico: Mano Menezes

Gols: Rafael Sobis, aos 19min, Leo, aos 26min, e Robinho, aos 47min do 1ºT. Rafael Sobis, aos 47min do 2ºT (CRU)

Cartões amarelos: Carlos Júnior, aos 16min, e Marcel, aos 27min do 1ºT (TUP); Leo, a 1min, Diogo Barbosa, aos 7min do 2ºT (CRU)

Motivo: terceira rodada do Campeonato Mineiro

Estádio: Mário Helênio, em Juiz de Fora

Árbitro: Renato Cardoso da Conceição

Assistentes: Magno Arantes Lira e Frederico Soares Vilarinho
...................................................................................................................................................................

 Veja Mais: 



...................................................................................................................................................................