Espanha acorda de luto após atentados que mataram 14 em Barcelona e Cambrils - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES


 

Breaking

 ASSISTIR AGORA!

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Espanha acorda de luto após atentados que mataram 14 em Barcelona e Cambrils



A Espanha amanheceu de luto nesta sexta-feira (18) após dois atentados terroristas na região da Catalunha. Os alvos escolhidos foram Barcelona e Cambrils, duas cidades repletas de turistas aproveitando as férias do verão nesta época do ano. Itamaraty afirma que até agora não há informações sobre brasileiros entre as vítimas. 

Após o atentado que matou pelo menos 13 pessoas, entre elas cinco crianças, e deixou mais de 100 feridos, em Barcelona, Cambrils foi palco de um ataque na madrugada desta sexta-feira. Na pequena cidade litorânea a 100 km ao sul da capital catalã cinco terroristas usaram um Audi A3 e atropelaram várias pessoas que estavam na orla marítima, deixando sete feridos.

As forças de segurança vinculam o atentado de Cambrils com o de Barcelona. Como na capital catalã, os jihadistas queriam atropelar o máximo número possível de pessoas.

A polícia catalã também informou que o atentado de Barcelona estaria vinculado com uma explosão que destruiu uma casa na madrugada de quinta-feira (17) na cidade de Alcanar, em Tarragona, matando pelo menos uma pessoa e ferindo outras sete. A casa estaria sendo usada pelos jihadistas para fabricar bombas e a explosão aconteceu devido à manipulaçao de butijões de gás.

O grupo Estado Islâmico reivindicou a autoria do atentado de Barcelona por meio de sua agência de propaganda Amaq. Alguns analistas, no entanto, acreditam que a organização extremista não tinha conhecimento da célula terrorista da Catalunha e afirmam que ela teria se formado sem coordenação exterior.

Europa

Os atentados de Barcelona e Cambrils tiveram o mesmo modus operandi dos cometidos nos últimos anos em Nice, Berlim, Estocolmo ou Londres: o atropelamento deliberado e massivo em pontos com grande concentração de pessoas.

Embora não fosse um dos principais países na mira dos jihadistas, A Espanha fazia parte da lista de possíveis alvos por pertencer à coalisão internacional, liderada pelos Estados Unidos e que ataca o grupo Estado Islâmico no Iraque e na Síria. A Catalunha em geral, e Barcelona em particular, é um dos destinos preferidos dos turistas na Espanha, por tanto a escolha dos terroristas foi premeditada.