EM DIA INSPIRADO DO CENTROAVANTE FRED, CRUZEIRO VENCE O CLÁSSICO E AMPLIA A VANTAGEM NA SEMIFINAL DO ESTADUAL - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES


 

Breaking

 ASSISTIR AGORA!

segunda-feira, 1 de abril de 2019

EM DIA INSPIRADO DO CENTROAVANTE FRED, CRUZEIRO VENCE O CLÁSSICO E AMPLIA A VANTAGEM NA SEMIFINAL DO ESTADUAL


O Cruzeiro ampliou a vantagem na disputa por uma vaga na final do Campeonato Mineiro ao vencer o América por 3 a 2, na tarde deste domingo, no Independência, no confronto de ida da semifinal do Campeonato Mineiro. Sem participação direta do árbitro de vídeo (VAR), Coelho e Raposa fizeram um clássico bem disputado, no qual prevaleceu a superioridade técnica dos comandados de Mano Menezes e brilhou a estrela do artilheiro Fred, que contou com passes de Egídio, Robinho e Marquinhos Gabriel para marcar três vezes e assumir a artilharia isolada do Campeonato Mineiro, agora com dez gols. O zagueiro Diego Jussani e o atacante Jonatas Belusso descontaram para o América. 

O Cruzeiro foi superior em praticamente todo duelo, mesmo com o técnico Mano Menezes tendo poupado Rodriguinho e Edílson. Dominou a primeira etapa, fez 1 a 0, ampliou no começo do segundo tempo, viu o América diminuir, mas manteve o domínio das ações e chegou ao terceiro. Porém, a defesa celeste vacilou duas vezes em lances originados de bola parada que resultaram nos dois gols do Coelho. 

Com o resultado, o Cruzeiro chega à final do Mineiro até com derrota por um gol de diferença. Já o América tem a missão de vencer por dois gols de frente. O duelo decisivo está marcado para o próximo sábado (6), no Mineirão.

   VANTAGENS    

Comandado por Robinho e pelo artilheiro Fred, o Cruzeiro foi o dono dos primeiros 45 minutos do clássico. O time não sentiu as ausências dos poupados Rodriguinho e Edílson, dominou o América com jogadas rápidas, velocidade, passes curtos e triangulações. O Coelho, por sua vez, levou perigo em chutes de longa distância.

O resultado do domínio celeste foi a vitória parcial por 1 a 0, que poderia ter sido melhor se o time celeste tivesse caprichado no último passe. O gol celeste saiu aos 17 minutos, em jogada iniciada por Rafinha no lado esquerdo. O lateral Egídio foi à linha de fundo e cruzou na medida para Fred marcar de cabeça. 

Após o gol, o Cruzeiro manteve a superioridade, enquanto o América tentou chegar especialmente com Matheusinho, muitas vezes parado pelos defensores do Cruzeiro. O resultado da primeira etapa acabou sendo justo. 

  ERROS        

O América voltou para o segundo tempo com Neto Berola na vaga de Felipe Azevedo, decidido a buscar o empate, mas uma saída de bola errada do volante Zé Ricardo, melhor jogador do Coelho, custou o segundo gol logo aos 6 minutos. Robinho aproveitou a bobeira do rival e só rolou para Fred empurar de carrinho para as redes de Fernando Leal.

O América reagiu rápido e conseguiu diminuir aos 14 minutos. João Paulo cobrou escanteio na segunda trave e Diego Jussani, livre de marcação, cabeceou no ângulo esquerdo de Fábio. 

O gol deu ânimo ao América, que partiu com tudo em busca do empate. No entanto, uma falha coletiva da defesa aos 20 minutos complicou a reação. Dedé fez lançamento longo para Marquinhos Gabriel, que conseguiu evitar a saída da bola e cruzar rasteiro para Fred, livre, marcar mais um.

O Coelho sentiu o terceiro gol, mas o time não desistiu e conseguiu diminuir com Jonatas Belusso, aos 41 minutos. Ele aproveitou o vacilo da defesa celeste e marcou de cabeça. 

Na base da pressão e na velocidade de Berola, o América ainda criou algumas situações de gol, mas o Cruzeiro conseguiu segurar o triunfo.

Ficha técnica

                 AMÉRICA 2 X 3 CRUZEIRO           

AMÉRICA: Fernando Leal; Ronaldo, Paulão, Diego Jussani e João Paulo; Christian e Zé Ricardo; Marcelo Toscano (Jonatas Belusso, aos 31min do 2ºT), Matheusinho (França, aos 24min do 2ºT) e Felipe Azevedo (Neto Berola, no intervalo); Júnior Viçosa.Técnico: Givanildo Oliveira

CRUZEIRO: Fábio; Orejuela, Dedé, Leo e Egídio; Henrique e Lucas Romero; Rafinha (Vinícius Popó, aos 39min do 2ºT), Robinho e Marquinhos Gabriel (Jadson, aos 32min do 2ºT); Fred (Sassá, aos 35min do 2ºT).Técnico: Mano Menezes

Gols: Diego Jussani, aos 11min do 2ºT (AME); Fred, aos 17min do 1ºT; aos 6min e aos 27min do 2ºT (CRU)

Cartões amarelos: França, aos 29min do 2ºT (AME); Robinho, aos 2min, Egídio, aos 37min, Orejuela, aos 44min do 2ºT (CRU)

Motivo: jogo de ida da semifinal do Campeonato Mineiro

Estádio: Independência

Data: domingo, 31 de março de 2019

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique

Assistentes: Bruno Boschilia e Felipe Alan Costa de Oliveira

Árbitro de vídeo (VAR): Wagner do Nascimento Magalhães

Assistente do VAR: Carlos Berkenbrock

Público: 6.746

Renda: R$ 99.035,00