RODRIGO SANTANA PROJETA FORÇA MÁXIMA PARA O CONFRONTO CONTRA O FORTALEZA - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES


 

Breaking

 ASSISTIR AGORA!

sábado, 20 de julho de 2019

RODRIGO SANTANA PROJETA FORÇA MÁXIMA PARA O CONFRONTO CONTRA O FORTALEZA


O técnico Rodrigo Santana garantiu o Atlético com ‘força máxima’ diante do Fortaleza no próximo domingo, às 17h, no Independência, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. Mesmo com o jogo contra o Botafogo ‘batendo à porta’, pela Copa Sul-Americana, o treinador projetou uma formação com o que tem de melhor diante dos cearenses.

Na próxima quarta-feira, às 21h30, o Atlético inicia o confronto das oitavas de final da Sul-Americana contra o Botafogo, no Engenhão. No entanto, o desgaste causado pelo clássico na última quarta (17) contra o Cruzeiro, que eliminou o clube da Copa do Brasil, é o que mais preocupa Rodrigo Santana para escalar os melhores no domingo.

“O nosso planejamento é ir com força máxima. Na verdade, hoje é o dia que bate o cansaço, a noite que eles conseguem dormir e descansar melhor. A última (noite) ainda tinha muita adrenalina no corpo. A gente sabe que os jogadores chegaram ontem (quinta-feira) muito cansados. Mas o nosso objetivo é com força máxima no domingo. Vamos aguardar para ver como é que eles vão estar amanhã (sábado) para saber quem vai estar pronto para esse jogo de domingo”, disse.

Apesar de querer escalar os melhores, o volante Jair e o meia Otero podem ser poupados. Ambos não vinham tendo ritmo de jogo e a correria do clássico de quarta-feira pode pesar. Caso não entrem em campo, os substitutos devem ser Zé Welison e Luan/Geuvânio.

Rodrigo Santana afirmou que seus comandados têm de manter o ritmo imprimido na vitória por 2 a 0 sobre o Cruzeiro. Apesar de o resultado não ter sido suficiente para classificar o time alvinegro à semifinal da Copa do Brasil, o treinador gostou da intensidade apresentada em campo e pediu que a equipe repita a postura para se manter entre os quatro primeiros na tabela. No momento, é o quarto, com 19 pontos, a sete do líder Palmeiras.

"Para gente se manter na zona de classificação à Libertadores, precisamos fazer um grande jogo, cobrar e correr o mesmo que a gente correu (na quarta-feira). A intenção é essa, a cobrança já foi essa no final do jogo, estar motivado em todos os jogos, por que esse é o Atlético, é o que está correndo, brigando, é o que acredita até o último minuto, até a última bola. A gente precisa se cobrar muito", finalizou.