CRUZEIRO BUSCA A VITÓRIA ATÉ O FIM, MAS EMPATA EM 0 X 0 COM O JUVENTUDE, NO MINEIRÃO - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES


 

Breaking

 ASSISTIR AGORA!

sábado, 17 de outubro de 2020

CRUZEIRO BUSCA A VITÓRIA ATÉ O FIM, MAS EMPATA EM 0 X 0 COM O JUVENTUDE, NO MINEIRÃO



Em uma noite de grandes atuações dos goleiros, Cruzeiro e Juventude empataram por 0 x 0, nesta sexta-feira, no Mineirão, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. 

A Raposa teve muito volume de jogo no segundo tempo, criou claras chances de gols, mas esbarrou em grandes defesas de Marcelo Carné, enquanto Fábio defendeu um pênalti no início da partida.
Antes do jogo, o goleiro Fábio recebeu das mãos do presidente cinco estrelas Sérgio Santos Rodrigues uma camisa de número 900 em um quadro em homenagem à marca alcançada pelo atleta há duas partidas.

O auxiliar técnico fixo do Cruzeiro Célio Lúcio comandou a equipe celeste na partida, enquanto o auxiliar de Luiz Felipe Scolari, Carlos Pracidelli, acompanhou o jogo do estádio.

Anunciado na quinta-feira como novo técnico da Raposa, Felipão participou, em vídeo, no auditório da Toca da Raposa 2, da preleção com os jogadores.

O pentacampeão da Copa do Mundo se encontrará com o elenco estrelado na segunda-feira, em Curitiba-PR, onde comandará o treino em preparação para o jogo contra o Operário-PR, terça-feira, em Ponta Grossa-PR, que marcará a sua reestreia no Cruzeiro.

Em uma ação em conjunto do Cruzeiro com a Adidas, a numeração das camisas do time mineiro no confronto com a equipe gaúcha teve a cor rosa como parte da campanha “Outubro Rosa”, que tem o objetivo de conscientizar a população sobre os cuidados e o diagnóstico prematuro do câncer de mama.

O JOGO                                                

O Cruzeiro começou bem no jogo, em busca da vitória e chegou com perigo ao ataque logo aos 3 minutos, em um lançamento de Régis para Jadsom Silva, dentro da área, mas o goleiro Marcelo Carné saiu bem do gol e evitou a finalização do volante da Raposa.

Aos 6, Renato Cajá cobrou falta, a bola foi desviada e bateu no braço de Rafael Luiz. O árbitro paraense Dewson Fernando Freitas da Silva marcou pênalti. O próprio Renato Cajá cobrou e Fábio fez excelente defesa, no canto esquerdo. Foi a 31ª cobrança de pênalti defendida pelo goleiro no Cruzeiro.

A equipe celeste respondeu pouco tempo depois, em um cruzamento de Maurício, pela esquerda, que tinha como meta Sassá, na pequena área, mas o atacante chegou um pouquinho atrasado e a bola saiu à linha de fundo.

A partir daí, o jogo ficou mais concentrado no meio-campo, com as duas equipes encontrando dificuldades para sair da marcação do adversário e pouco criaram ofensivamente no restante do primeiro tempo.


    SUFOCO                                           

Com uma forte pressão sobre o Juventude desde o início do segundo tempo, o Cruzeiro empurrou o time gaúcho para a defesa e criou boas chances para abrir o marcador.

Aos 8, Régis recebeu passe de Airton e chutou para o gol, a bola desviou na zaga, encobriu o goleiro e quase entrou, mas o lateral Eltinho conseguiu salvar o Juventude.

No lance seguinte, Maurício pegou rebote da zaga e soltou uma bomba, mas a bola bateu no zagueiro Augusto. Na sobra, Maurício chutou para fora.




Aos 14, a Raposa teve a melhor oportunidade de gol até então, novamente com Régis, que recebeu a bola de Airton, deu um chapéu no zagueiro Augusto, mas chutou para fora, acima do gol.

Dominando completamente as ações, o Cruzeiro seguiu sufocando o adversário e só não marcou por causa de duas excelentes defesas de Marcelo Carné, em cabeceios de Marcelo Moreno e Ramon.

Valente, a Raposa lutou e correu atrás da vitória até o final da partida e, nos acréscimos, quase conseguiu, em chutes de Claudinho e Airton. O primeiro deles saiu, com muito perigo, à esquerda do gol e o outro explodiu no zagueiro Bareiro e foi à linha de fundo.

     CRUZEIRO 0 X 0 JUVENTUDE        

Motivo: 16ª rodada do Campeonato Brasileiro - Série B
Data: 16/10/2020 (sexta-feira)

Local: Mineirão, em Belo Horizonte-MG
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva-PA (CBF-MTR)

Cruzeiro: Fábio; Rafael Luiz, Cacá, Manoel e Daniel Guedes; Ramon (Jadson), Jadsom Silva, Régis (Welinton) e Maurício (Claudinho); Airton e Sassá (Marcelo Moreno)
Técnico: Célio Lúcio

Juventude: Marcelo Carné; Wellington Silva, Wellington (Augusto), Bareiro e Eltinho; João Paulo, Gustavo Bochecha, Renato Cajá (Rafael Silva) e Wagner (Gabriel Terra); Capixaba (Wallace Tarta) e Dalberto
Técnico: Pintado

Cartões amarelos: João Paulo, Wagner e Eltinho (Juventude); Daniel Guedes, Ramon, Régis e Jadsom Silva (Cruzeiro)

Nenhum comentário: