UM OLHO NO PEIXE E OUTRO NO GATO, RENATO É UMA OPÇÃO MAIS ACERTADA CASO SAMPAOLI NÃO PERMANEÇA - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES


 

Breaking

 ASSISTIR AGORA!

terça-feira, 16 de fevereiro de 2021

UM OLHO NO PEIXE E OUTRO NO GATO, RENATO É UMA OPÇÃO MAIS ACERTADA CASO SAMPAOLI NÃO PERMANEÇA



O jornalista José Alberto Andrade, da Rádio Gaúcha, avaliou a possibilidade de Renato Gaúcho acertar com o Atlético. O treinador do Grêmio é o mais cotado para substituir Jorge Sampaoli, cobiçado pelo Olympique de Marseille. A diretoria alvinegra já trabalha com a saída do argentino, que possui contrato até o fim de 2021.

“A situação do Renato é parecida com a do Sampaoli [no Galo]. Hoje eu não diria que O Renato deva continuar no Grêmio, mesmo que ganhe a Copa do Brasil. Aliás, é aposta dele. Ele está apostando na vitória na copa do Brasil”, destacou em entrevista ao programa Bastidores desta segunda-feira (15), citando a final da copa nacional — entre tricolor gaúcho e Palmeiras. A partida de ida está marcada para dia 28, e o confronto decisivo para a semana seguinte.

Na avaliação do jornalista, em “indiretas” Renato Gaúcho já falou sobre o poder de investimento do Atlético. “O Renato sempre que cita: ‘200 milhões’ está muito ligado à cifra que o Atlético investiu. O exemplo do Renato sempre foi mais o Atlético do que o Flamengo, nos últimos tempos”, ressaltou.

“Óbvio que este poder de investimento tem que fascinar um técnico. Não é possível que não fascine”, prossegue José Alberto Andrade. Nesta segunda-feira (15), o jornalista escreveu uma coluna intitulada ‘Renato está pedindo para sair do Grêmio’, o que contraria a própria previsão dele de que Gaúcho permaneceria até 2022.

“O Grêmio não está bem dentro de campo, o time não consegue mais render, o Renato não consegue achar soluções, que poderiam vir por contratações e aí tem um descontentamento que o Renato de leve coloca no ar quando faz a comparação de que o Grêmio não tem R$ 200 milhões para investir e por isso o time está jogando assim”, diz.

A certeza é que uma decisão só será tomada após a disputa da final da Copa do Brasil. Da mesma forma, a tendência é que a saída de Sampaoli, caso se concretize, ocorra ao término do Campeonato Brasileiro.