Header Ads Widget

Responsive Advertisement

Tite convoca quatro do futebol mineiro para amistoso da Seleção contra a Colômbia

O técnico Tite anunciou nesta quinta-feira a lista de convocados da seleção brasileira para o amistoso contra a Colômbia, que será disputado em 25 de janeiro, no Engenhão, no Rio, e aproveitou para apresentar uma relação cheia de novidades, chamando veteranos que vinham sendo pouco lembrados para a equipe, como Diego, Robinho e Diego Souza. Mas também se lembrou de cinco jogadores que conquistaram a medalha de ouro olímpica em 2016 - Weverton, Luan Garcia, Rodrigo Caio, Walace e Luan.

Como o amistoso foi agendado para uma data que não está reservada pela Fifa para compromissos internacionais, Tite só chamou jogadores que atuam no futebol nacional. E isso abriu espaço para que o treinador convocasse atletas de times que se destacaram na última edição do Campeonato Brasileiro.

Com isso, o treinador se lembrou do zagueiro Vitor Hugo e do atacante Dudu, campeões nacionais pelo Palmeiras, e de quatro jogadores do Flamengo, casos de Alex Muralha, Willian Arão, Jorge e Diego. Outro time que chegou a sonhar com o título nacional, o Atlético teve três convocados - o atacante Robinho e os laterais Fábio Santos e Marcos Rocha.

Tite voltou a se lembrar de jogadores que aproveitou em compromissos anteriores do Brasil, quando podia contar com a força máxima. Assim, convocou nomes como o do goleiro Alex Muralha, do lateral-direito Fagner e do meia santista Lucas Lima. E também houve espaço para algumas surpresas, como o corintiano Rodriguinho e o cruzeirense Henrique.

O amistoso, que vem sendo chamado pela CBF como "Jogo da Amizade", foi agendado para um período em que os principais clubes do futebol brasileiro ainda estão em pré-temporada. Por isso, como Tite havia adiantado, a condição física dos jogadores pesou para a definição da lista de convocados que foi anunciada nesta quinta-feira, com a comissão técnica conversando com os clubes sobre os atletas.

O duelo com a Colômbia será disputado com a intenção de arrecadar fundos aos familiares das vítimas da tragédia aérea da Chapecoense, ocorrida no fim de novembro, quando o time catarinense viajava a Medellín para disputar o jogo de ida da decisão da Copa Sul-Americana - posteriormente, o clube foi declarado campeão pela Conmebol.

Diante da Colômbia, Tite vai colocar em jogo a sua invencibilidade à frente da seleção brasileira. Desde que assumiu o comando da seleção durante o último ano, a equipe entrou em campo seis vezes e venceu todos os compromissos.

Um desses rivais, foi exatamente a seleção colombiana, que acabou sendo batida por 2 a 1. Mas assim como o Brasil, o adversário não contará com a sua força máxima nesse reencontro - anteriormente, foram convocados 16 jogadores, sendo que todos eles atuam em clubes da Colômbia.

Depois desse amistoso, a seleção vai se reunir em março, mas com a sua base completa, para dois compromissos pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018. Líder do torneio classificatório e praticamente classificado para a competição na Rússia, o Brasil vai visitar o Uruguai no dia 23 e depois receberá o Paraguai, no Itaquerão, no dia 28.

A apresentação do grupo está marcado para 24 de janeiro, às 11 horas, no Rio. Depois, no período da tarde, a equipe fará um único treino, no Engenhão, o local do amistoso.