Header Ads Widget

Responsive Advertisement

Torcedores aprovam liberação de estacionamento no entorno do Mineirão.

A Prefeitura de Belo Horizonte deve divulgar nesta sexta-feira os detalhes sobre a liberação do estacionamento de veículos no entorno do Mineirão. A medida começa a valer já neste domingo, na partida entre Villa Nova e Cruzeiro, pela primeira rodada do Campeonato Mineiro.

Incialmente, 200 vagas serão liberadas. A ideia é que elas sejam disponibilizadas na portaria da Faculdade de Veterinária da UFMG, Avenida Carlos Luz e Avenida C, no anel externo do estádio.

“O Mineirão já está resolvido. Quem manda é a prefeitura, não precisa de nada, ela vai lá e fala: pode estacionar à vontade’. Sempre foi assim, não tinha porque mudar”, disse o prefeito Alexandre Kalil, em entrevista exclusiva ao jornalista Eduardo Costa. “Eu não estou inventando a roda não. Frequento o Mineirão desde os 10 anos de idade. Como sempre foi, será”, acrescentou.

População aprova

Torcedores, moradores de bairros próximos ao estádio e comerciantes que trabalham perto do Mineirão aprovam a medida, mas demonstram algumas preocupações.

“Bacana, vai ajudar demais, porque aqui não tem lugar de parar, né? Vai ser muito bom para o pessoal que frequenta o Mineirão”, disse o empresário Bernardo Viana.

Por outro lado, Viana lembra que a medida vai fazer com que o número de flanelinhas no local aumente significativamente. “O problema maior desse negócio é o danado do flanelinha. Eles extorquem demais. Agora mesmo parei o carro (no entorno do estádio) e o flanelinha insistiu para lavar meu carro por R$ 15. Fiquei com medo dele arranhar meu carro, fazer alguma coisa com meu carro e tive que mandar ele lavar”, disse.

Já a cabelereira Jéssica Moraes acredita que a medida trará mais segurança aos torcedores, que hoje precisam parar seus carros em locais distantes do Mineirão. “Vai facilitar muito, até por questão de segurança, porque é uma área que costuma ser um pouco perigosa. Então, podendo parar mais próximo dos locais que a gente vai frequentar vai facilitar demais”, disse.