Header Ads Widget

Responsive Advertisement

Em jogo fraco, Atlético vai mal, perde do Londrina nos pênaltis e confirma ano desastroso



A estrela do goleiro César brilhou mais uma vez na Primeira Liga. O jogador do Londrina defendeu duas penalidades na disputa contra o Atlético-MG e o time paranaense venceu por 4 a 2, após um empate sem gols no estádio do Café, conquistando a Primeira Liga.

César defendeu as penalidades cobradas por Clayton e Rafael Moura. Na semifinal, diante do Cruzeiro, ele já havia defendido três chutes.

Nas penalidades, Jumar, Edson Silva, Ayrton e Dirceu marcaram para o Londrina. Fábio Santos e Robinho marcaram para o Atlético-MG. Já Clayton e Rafael Moura pararam nas defesas de César, o herói da noite.


O título invicto da Primeira Liga coroa também o clube que tem o mesmo técnico (Cláudio Tencati) há seis anos consecutivos no cargo contra um rival que, quase no final de 2017, viu seu treinador (Oswaldo de Oliveira) completar apenas o segundo jogo na temporada.

Para chegar à final o Londrina enfrentou Figueirense, Avaí e Paraná na fase de grupos. No mata-mata eliminou Fluminense e Cruzeiro.

Já o Atlético-MG enfrentou Cruzeiro, Chapecoense e Joinville na fase de grupos. No mata-mata passou pelo Internacional e pelo Paraná.

O campeão do ano anterior foi o Fluminense. E tudo indica que a Primeira Liga terá apenas dois vencedores porque há chance de o torneio ter uma terceira edição é praticamente nula neste momento.
  • Jogo fraco

O treinador atleticano escalou força máxima, com o trio Robinho, Cazares e Fred no ataque. Só não pode contar com Luan, que retornou para Belo Horizonte para tratar de uma lesão. Mas não teve tanta facilidade diante do décimo colocado da Série B.

O duelo, contudo, não foi um primor técnico. O primeiro tempo foi dominado pelo Londrina. O segundo teve mais ações criadas pelo Atlético-MG. Mas, apesar disso, os goleiros tiveram pouco trabalho. 

As defesas estiveram melhores e os atacantes erraram muito a mira.




O primeiro bom lance do jogo ocorreu aos 25 minutos do primeiro tempo. O atacante Negueba recebeu a bola quase na grande área, de costas para o gol. Ele girou, escapou da marcação e chutou forte, mas Victor fez boa defesa.

Aos 8 minutos da etapa final, o meia Valdivia cobrou escanteio bem fechado e rasteiro, quase marcando um gol olímpico.

  • Próximos compromissos

Agora o foco das equipes volta a ser no Campeonato Brasileiro. 

O Atlético-MG enfrentará o São Paulo, no próximo dia 11, no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela 27ª rodada da Série A.

Já o Londrina jogará no próximo sábado, dia 7, contra o Criciúma, no estádio Heriberto Hulse, pela 28ª rodada da Série B.

  • Ficha técnica

LONDRINA 0 (4) X (2) 0 ATLÉTICO

Local: Estádio do Café, em Londrina (PR) 
Data: 4 de outubro de 2017, quarta-feira 
Horário: 21h45 (de Brasília) 
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC) 
Assistentes: Carlos Berckenbrok (SC) e Rafael da Silva Alves (RS)
Cartões: Ayrton, Jardel, Negueba (Londrina); Adilson (Atlético)

LONDRINA: César; Lucas Ramon, Dirceu, Edson Silva e Ayrton; Romulo (Marcinho), Jumar e Jardel; Artur, Carlos Henrique (Safira) e Negueba. Técnico: Cláudio Tencati

ATLÉTICO-MG: Victor, Alex Silva, Gabriel, Felipe Santana, Fábio Santos, Adilson, Elias, Cazares (Marlone), Robinho, Valdívia (Clayton), Fred (Rafael Moura).Técnico: Oswaldo Oliveira