Câmara pede paciência à torcida e diz, que Atlético terá resultados a médio e longo prazo - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES


 

Breaking

 ASSISTIR AGORA!

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Câmara pede paciência à torcida e diz, que Atlético terá resultados a médio e longo prazo




“Paciência” é o pedido do presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara, ao torcedor. O dicionário Michaelis define a palavra como “qualidade de quem espera com calma e serenidade o que tarda”. E se aquilo que o torcedor quer do time ainda não foi visto neste início de temporada, o dirigente acredita que os resultados desejados podem até não chegar imediatamente, mas virão. Foi o que ele disse nesta terça-feira, em entrevista exclusiva à Itatiaia.

“A gente tem que ter paciência, a torcida tem que ter paciência, ela tem que conseguir enxergar que nós estamos fazendo um esforço muito grande e um planejamento de médio e longo prazo, e, obviamente, os resultados muitas vezes não acontecem de imediato, mas eles vão acontecer, com certeza, no médio e longo prazo”, declarou.


O mandatário prevê que, futuramente, a torcida agradecerá pelo planejamento atual no clube. Ele citou, por exemplo, as mudanças nas categorias de base e a tentativa da diretoria em sanear as finanças, que, de acordo com o presidente alvinegro, “realmente anda muito difícil.”

Câmara disse que, neste primeiro mandato, pretende já deixar o clube em uma situação financeira mais tranquila do que a atual. “Do jeito que está, nós não podemos ficar. O clube é deficitário mês a mês. Isso é uma bola de neve, nós temos que consertar isso. Já começamos reduzindo a folha de pagamento em 17% em relação ao final do ano passado”, explicou.

Thiago Larghi

O dirigente relatou que o "alegra" o trabalho feito pelo auxiliar técnico Thiago Larghi – que está à frente do time interinamente –, porém teve cautela ao falar sobre a possibilidade de efetivar o profissional no cargo de treinador.

“Obviamente eu acho que todo mundo tem direito a uma oportunidade. Nós não estamos dizendo que o Thiago já tenha sido efetivado. Ele é um funcionário do clube, é um auxiliar fixo e está ali mesmo para estar cobrindo eventuais saídas de treinadores. Espero que elas não voltem a acontecer”, ressaltou.

Oswaldo de Oliveira

Sobre a demissão do técnico Oswaldo de Oliveira, Sette Câmara argumentou que ele (o dirigente) teve pouco tempo para preparar o Atlético para 2018, já que tomou posse no dia 12 de dezembro, e optou por manter o treinador devido ao “ótimo trabalho” realizado no fim do ano passado.

“Entendi, naquela oportunidade, que era mais inteligente manter a comissão técnica. Àquela época, [o Atlético] namorava com a possibilidade de cair para a segunda divisão, chegou até a entrar [na zona de rebaixamento] em alguma rodada, se não me engano, e, ao final, quase que ele [Oswaldo] consegue classificar o time para a Libertadores”, justificou.