Header Ads Widget

Responsive Advertisement

DEDÉ ENXERGA EVOLUÇÃO NA EQUIPE E VALORIZA BOM COMEÇO SOB O COMANDO DE ROGÉRIO CENI


Recuperado de dores na coxa, o zagueiro Dedé pode voltar ao time do Cruzeiro na partida contra o Vasco, domingo, às 19h, no Mineirão, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. 

Após desfalcar a equipe na partida contra o CSA, devido a uma cãibra que o deixou com incômodo muscular, o defensor se disse pronto para entrar em campo.

“Pronto. Estou me sentindo bem. É um momento importante para a gente tentar subir um pouco mais os pontos”, disse.

No entanto, Dedé despistou sobre a titularidade ao lado de Léo, que está há mais tempo longe do time do que ele devido a dores musculares que o tirou dos duelos contra Santos e CSA. 

O técnico Rogério Ceni esconde a escalação para a partida e não mostra se utilizará uma formação mais próxima da titular ou se vai poupar jogadores pensando no duelo contra o Inter na próxima quarta-feira, no Beira-Rio, pela semifinal da Copa do Brasil.

“É impossível responder, porque não sei o que se passa na cabeça do treinador. É um treino muito mesclado, indefinido, alguns nem chegaram a entrar em campo com o Rogério, que está revezando muito. É impossível dar essa resposta. 

Mas o importante é todos os jogadores terem uma sequência. Eu espero ter a minha. O Léo tem o mesmo pensamento, como todos do elenco. A sequência te dá mais preparo e confiança. Mas a sequência de jogar, com quem jogar, se eu vou jogar, é impossível responder”, afirmou Dedé.

Mesmo com a cabeça na Copa do Brasil, a partida contra o Vasco é importante para as pretensões do Cruzeiro em sair da parte de baixo da tabela. Na 16ª posição, o time celeste soma 15 pontos, cinco a menos do que os cariocas, que ocupam o 14º lugar.