Header Ads Widget

Responsive Advertisement

CRUZEIRO SOFRE REVÉS PELA COPA DO BRASIL JOGANDO EM CASA


Em uma atuação fraquíssima, talvez a pior do time na temporada, o Cruzeiro se complicou na Copa do Brasil ao perder por 2 a 0 para o CRB, nesta quarta-feira, em pleno Mineirão, pelo duelo de ida da terceira fase do torneio nacional. Os dois gols da equipe alagoana foram marcados pelo atacante Léo Gamalho.

Ao fim da partida e o futebol abaixo da crítica, a reação da torcida celeste não poderia ser outra: vaia para o time. Foi a primeira vitória na história do CRB sobre o Cruzeiro. Até então, eram quatro triunfos celestes e dois empates.

Com o resultado, o Cruzeiro precisará vencer por três gols de diferença no duelo de volta, na próxima quarta-feira (18), às 19h15, no estádio Rei Pelé, em Maceió, para avançar à quarta fase da Copa do Brasil. Vitória da Raposa por dois de vantagem leva a decisão para os pênaltis. Já o CRB poderá perder por até um gol para se classificar e embolsar R$ 2 milhões pela vaga.

O reencontro das equipes após 14 anos foi traumatizante para o Cruzeiro, que teve uma atuação muito ruim. O time celeste até começou ameaçando a meta do CRB, em um chute cruzado de Marcelo Moreno que passou rente à trave logo aos dois minutos de jogo. No entanto, depois disso, a equipe celeste sumiu na partida e viu os alagoanos crescerem.

Mais organizado em campo, o CRB passou a dominar a partida e abriu o placar aos 17 minutos. Após cruzamento da esquerda, Léo Gamalho apareceu livre de marcação na área e cabeceou para as redes.

Na etapa final, o técnico Adilson Batista mexeu no time tirando o lateral-esquerdo João Lucas, que vinha sendo vaiado por parte da torcida, e o meia Everton Felipe, que também estava mal no jogo, para as entradas de Rafael Santos e Robinho, respectivamente.

Mesmo com as alterações, o Cruzeiro continuou mal em campo. Jogador mais lúcido da Raposa, Marcelo Moreno lutava lá na frente e até fez o goleiro do CRB trabalhar novamente em chute no canto que o camisa 1 espalmou.

Porém, a noite era mesmo dos alagoanos. Aos 13, Dudu fez um carnaval na defesa do Cruzeiro, invadiu a área e cruzou para trás. Léo Gamalho apareceu e só completou para o fundo do gol.

Agora, o Cruzeiro volta as atenções para o Campeonato Mineiro. No próximo domingo, às 16h, a equipe celeste enfrenta o Coimbra, no Independência, pela nona rodada da fase de classificação.

Cruzeiro 0 x 2 CRB

Cruzeiro: Fábio; Edilson (Welinton), Cacá, Arthur e João Lucas (Rafael Santos); Filipe Machado, Jadsom, Everton Felipe (Robinho) e Maurício; Thiago e Marcelo Moreno. Técnico: Adilson Batista

CRB: Victor Souza; Lucas Mendes (Thalisson Kelven), Gum, Ewerton Páscoa e Igor; Claudinei, Carlos Jatobá e Rafael Longuine (Dudu); Luidy (Léo Príncipe), Erik e Léo Gamalho. Técnico: Marcelo Cabo

Motivo: jogo de ida – 3ª fase da Copa do Brasil
Data: 11 de março de 2020, quarta-feira, às 21h30
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Gols: Léo Gamalho (17’/1º, 13’/2º)

Cartão Amarelo: Maurício, Marcelo Moreno, Filipe Machado, Robinho, Jadsom (Cruzeiro); Ewerton Páscoa, Igor (CRB)

Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF)
Auxiliares: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e José Reinaldo Nascimento Júnior (DF)

Público: 10.247 pagantes / 13.118 presentes
Renda: R$ 210.569,50