EMPATE EM FORTALEZA NÃO TIRA A LIDERANÇA DO ATLÉTICO NO BRASILEIRÃO - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES


 

Breaking

 ASSISTIR AGORA!

segunda-feira, 23 de novembro de 2020

EMPATE EM FORTALEZA NÃO TIRA A LIDERANÇA DO ATLÉTICO NO BRASILEIRÃO



O Atlético se manteve na liderança do Brasileirão, agora com 39 pontos, ao empatar por 2 a 2 com o Ceará, neste domingo (22), pela 22ª rodada. A partida foi disputada na Arena Castelão, em Fortaleza.

O Galo abriu o placar no primeiro tempo com um gol de Sasha, aos 28 minutos, de bicicleta. Os donos da casa conseguiram a virada no segundo tempo, aos dois e aos dez minutos. Aos 28, Keno empatou o jogo cobrando pênalti sofrido por Marrony. 

Na próxima rodada, o adversário será o Botafogo, quarta-feira (25), no Mineirão.

    O JOGO                                                               

O Atlético teve a primeira boa chance aos cinco minutos. No lance, aos cinco minutos, Keno levantou a bola na área pela esquerda, mas o cruzamento saiu muito fechado e Sasha não conseguiu chegar a tempo na bola. 

Em novo ataque alvinegro, aos 12, Calebe recebeu passe de Keno na grande área pela esquerda e tentou toque para o meio, mas o passe saiu muito fraco e a defesa cearense cortou a jogada. 

Keno fez boa jogada pelo meio, aos 15 minutos, e tentou passe para Savarino na grande área, mas o zagueiro se antecipou para afastar o perigo. 

Aos 28, após cobrança de escanteio pela esquerda, Igor Rabello desviou de cabeça e o goleiro Fernando Prass fez grande defesa. Rabello pegou o rebote e tocou para Eduardo Sasha marcar de bicicleta: Galo 1 x 0.
Arana recebeu passe de Keno, aos 33, arriscou de fora da área, por cima do gol. Nos instantes finais da primeira etapa, o árbitro marcou toque de mão de Alonso perto da área e, depois da cobrança, Tiago Pagnussat cabeceou por cima do gol. 

O Galo voltou com a mesma formação para o SEGUNDO TEMPO e sofreu dois gols no começo, um aos dois minutos, de Lima, e outro aos dez, de Felipe Vizeu. 

Antes do segundo gol, o Atlético levou perigo duas vezes em chutes de fora da área, mas os arremates de Dylan Borrero e Savarino foram para fora. 

Aos 13 minutos, Zaracho foi substituído por Marrony. Em seguida, Rafael fez grande defesa na conclusão de Vina, evitando o terceiro gol do time cearense. 

Calebe e Talisson foram substituídos aos 18 minutos, dando lugar a Nathan e Bueno, respectivamente.
Aos 24, o árbitro entendeu que Borrero deu uma cotovelada no adversário e expulsou o colombiano de campo. 

Quatro minutos mais tarde, Marrony invadiu a área em velocidade e sofreu pênalti de Fernando Prass. Keno fez a cobrança no canto esquerdo do goleiro e empatou a partida: 2 x 2. 
Mesmo com um jogador a menos, o Galo teve boas chances para fazer o terceiro gol. Na primeira delas, aos 29, Marrony recebeu lançamento de Arana em contra-ataque e foi travado na hora da finalização. 

Aos 30 minutos, após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Savarino chutar por cima do gol. No ataque seguinte, aos 35, Arana recebeu ótimo passe de Keno na grande área pela esquerda e finalizou para a defesa de Fernando Prass. 

O Galo seguiu buscando a vitória e, aos 36, a defesa cortou cruzamento de Keno pela esquerda. Aos 38 e 39 minutos, respectivamente, Sasha foi substituído por Hyoran e Savarino deu lugar a Marquinhos. 

Aos 44, Marrony tentou da entrada da área e a bola desviou no zagueiro cearense. O atacante atleticano pediu toque de mão, mas o árbitro sinalizou que o defensor estava com o braço colado ao corpo e mandou seguir o jogo. 

Aos 45, em posição irregular, Vina completou cruzamento pela direita do ataque do Ceará e a arbitragem assinalou corretamente o impedimento, anulando o lance. O Atlético lutou pela vitória, mas deixa o Ceará com um ponto na bagagem, o suficiente para manter a liderança do Brasileirão nesta rodada. 

FICHA TÉCNICA 

              CEARÁ X ATLÉTICO               
 
Competição: Campeonato Brasileiro 
Rodada: 22ª 
Data: 22/11/2020 (domingo) 
Estádio: Castelão 
Cidade: Fortaleza (CE) 
Gols: Eduardo Sasha (28' - 1ºT), Lima (2' - 2ºT), Felipe Vizeu (10' - 2ºT), Keno (28' - 2ºT) 

Ceará 
Fernando Prass; Samuel Xavier, Tiago Pagnussat (Klaus), Eduardo Brock, Bruno Pacheco, Charles (Léo Chu), Fabinho, Vina, Fernando Sobral, Lima (Leandro Carvalho) e Felipe Vizeu (Cléber). 
Técnico: Guto Ferreira. 

Atlético 
Rafael; Talisson (Bueno), Junior Alonso, Igor Rabello, Guilherme Arana, Dylan Borrero, Zaracho (Marrony), Calebe (Nathan), Savarino (Marquinhos), Keno e Eduardo Sasha (Hyoran). 
Técnico: Leandro Zago. 

Cartões amarelos: Guilherme Arana (Atlético); Samuel Xavier, Tiago Pagnussat, Eduardo Brock, Bruno Pacheco (Ceará). 

Cartão vermelho: Dylan Borrero (Atlético)

Árbitro: Raphael Claus FIFA SP 
Árbitro Assistente 1: Danilo Ricardo Simon Manis FIFA SP 
Árbitro Assistente 2: Alex Ang Ribeiro AB SP 

Quarto Árbitro: Luiz César de Oliveira Magalhães AB CE 
Analista de Campo: Paulo Silvio dos Santos CBF CE 
Árbitro de Vídeo: Elmo Alves Resende Cunha MTR GO 

Assistente de Árbitro de Vídeo 1: Jefferson Ferreira de Moraes AB GO 
Assistente de Árbitro de Vídeo 2: Leone Carvalho Rocha AB GO 
Observador de VAR: Cláudio José de Oliveira Soares CBF RJ