Header Ads Widget

Responsive Advertisement

PALMEIRAS CONQUISTA O TRI DA COPA LIBERTADORES DIANTE DO FLAMENGO



O Palmeiras venceu o Flamengo por 2 a 1, neste sábado (27), no estádio Centenário em Montevidéu, e sagrou-se tricampeão da Copa Libertadores. Essa foi ainda a segunda conquista consecutiva do time paulista, que já havia superado o Santos na decisão de 2020.

Raphael Veiga, no primeiro tempo, e Deyverson, no início da prorrogação, marcaram para o Palmeiras. Já Gabigol descontou para o Flamengo.

   O PRIMEIRO TEMPO     

Os 45 minutos iniciais da final foram, provavelmente, da forma que todo palmeirense sonhava. O time do técnico Abel Ferreira deu a posse de bola ao Flamengo, que preso em uma marcação muito bem feita do Palmeiras não conseguiu se aproximar da área com perigo.

Já o Verdão soube aproveitar os espaços deixados pelo Flamengo, principalmente nas laterais do campo. E foi justamente assim que, aos quatro minutos do primeiro tempo, o Palmeiras inaugurou o placar no estádio Centenário. O lateral Mayke recebeu bola longa pela direita, invadiu a área e cruzou. Raphael Veiga recebeu com liberdade e chutou com o pé direito, colocando a equipe paulista na frente.

Com o decorrer do tempo, o Flamengo seguiu tendo mais a bola, mas sem conseguir ser intenso como de costume e com muita dificuldade de furar a marcação adversária. Aos 46 minutos, em jogada de Bruno Henrique e Gabigol, o rubro-negro teve a chance do empate, mas parou no goleiro Weverton.


O Flamengo ainda perdeu o lateral-esquerdo Filipe Luís, aos 30 minutos da etapa inicial, com problema muscular. O jogador foi substituído por Renê.

Os 45 minutos finais

No segunda etapa, o Flamengo voltou melhor e continuou com maior posse de bola. Aos 10 minutos, Piquerez errou cruzamento para a área, David Luiz recebeu livre e bateu para o gol. Mais uma vez Weverton fez grande defesa.

Quatro minutos depois, o Rubro-Negro teve mais uma chance de empate, dessa vez com Bruno Henrique, de cabeça, mas a bola foi para fora.

Aos 17 da etapa final, Renato Gaúcho colocou em campo o artilheiro do time no Brasileirão: Michael, no lugar do Everton Ribeiro. O Flamengo, que já estava melhor no jogo, ficou ainda mais perigoso. Já o Palmeiras sentiu o desgaste físico e a marcação afrouxou.


De tanto tentar, o gol carioca finalmente saiu. Aos 26 minutos, Gabigol recebeu passe preciso de Arrascaeta pela esquerda, bateu cruzado e empatou a decisão. Esse foi o 11ª gol do atacante na Libertadores, artilheiro isolado da competição.

Já no final do segundo tempo, aos 40, os cariocas tiveram a grande chance da virada ainda no tempo regulamentar. O atacante Michael recebeu passe de Arrascaeta, ganhou de Piquerez e bateu forte, cruzado, mas a bola passou à direita do gol.

     PRORROGAÇÃO     

Para os 30 minutos complementares, os dois técnicos mexeram nas equipes. Renato Gaúcho trocou Bruno Henrique, já bastante desgastado, por Kenedy. Já Abel Ferreira sacou Raphael Veiga do time, para a entrada de Deyverson.

E a troca do Palmeiras fez efeito. Andreas Pereira vacilou na saída de bola, Deyverson roubou a bola, entrou sozinho na área do Flamengo e chutou para marcar seu primeiro gol na Libertadores, o segundo do Palmeiras na partida, que novamente ficou em vantagem no placar.


O Flamengo seguiu pressionando, tentando o gol de empate. Renato Gaúcho usou suas últimas 'cartadas ofensivas', colocando Pedro e Vitinho em campo. O panorama do jogo se tornou um verdadeiro 'ataque x defesa', mas o Palmeiras conseguiu suportar a pressão e garantiu a taça.

Foi o tricampeonato do Verdão, o segundo consecutivo. Também foi o segundo título continental do técnico Abel Ferreira.

   PALMEIRAS 2 X 1 FLAMENGO  


 PALMEIRAS
Weverton; Mayke (Gabriel Menino), Gómez, Luan e Piquerez (Felipe Melo); Danilo (Patrick de Paula), Zé Rafael (Danilo Barbosa), Gustavo Scarpa, Raphael Veiga (Deyverson) e Dudu (Wesley); Rony. Técnico: Abel Ferreira.

 FLAMENGO
Diego Alves; Isla (Matheuzinho), Rodrigo Caio, David Luiz e Filipe Luís (Renê); Willian Arão, Andreas Pereira (Pedro), Éverton Ribeiro (Michael) e Arrascaeta (Vitinho); Bruno Henrique (Kenedy) e Gabriel. Técnico: Renato Gaúcho.

Motivo: Final da Copa Libertadores da América
Data: 27 de novembro de 2021
Local: Estádio Centenário, em Montevidéu, Uruguai


Gols: Raphael Veiga (5 minutos do primeiro tempo). Gabriel (27 minutos do segundo tempo). Deyverson (5 minutos do primeiro tempo da prorrogação)

Cartões amarelos: Rodrigo Caio, Gustavo Gómez, Arrascaeta, Piquerez, Gabriel
Árbitro: Néstor Pitana (Argentina)
Auxiliares: Juan P. Belatti e Gabriel Chade (ambos da Argentina)

VAR: Julio Bascuñan (Chile)

Postar um comentário

0 Comentários