Zezé Perrella se lança pré-candidato à presidência do Cruzeiro na eleição do fim do ano - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES


 

Breaking

 ASSISTIR AGORA!

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Zezé Perrella se lança pré-candidato à presidência do Cruzeiro na eleição do fim do ano



O senador Zezé Perrella (PMDB) está de volta no cenário do futebol. No campo político desde 2010, quando se elegeu para o Senado, o parlamentar agora se lança pré-candidato à presidência do Cruzeiro na eleição que acontecerá no fim deste ano.

Com o irmão Alvimar Perrella, Zezé alternou no cargo de presidente do Cruzeiro entre 1995 e 2011. No período, o clube celeste conquistou 22 títulos, média superior a um por ano. Entre os mais importantes estão uma Copa Libertadores (1997) a Tríplice Coroa em 2003 (Mineiro, Brasileiro e Copa do Brasil), além de outras duas Copas do Brasil (1996 e 2000).

Zezé Perrella garantiu que, se vencer, não será problema conciliar a presidência do Cruzeiro com o cargo de senador, que vai até o fim de 2018.

“Vejo com tranquilidade. Quando fui presidente do Cruzeiro e fui deputado federal eu consegui conciliar as minhas atividades. É só montar uma equipe boa que eu vou poder estar em BH toda quinta, sexta, sábado e domingo. Só aceito esse desafio porque sei que consigo conciliar. Fora a nossa equipe que está disposta a ajudar, como o Alvimar. Temos uma equipe boa que vai fazer o Cruzeiro voltar a ser o que era”, 

“Fiquei quase seis anos fora do futebol e isso me fez sentir saudade. Tenho saudade da torcida, de ficar à frente do Cruzeiro e o mais importante, voltando sabendo que eu terei que fazer melhor do que eu já fiz porque vou concorrer comigo”, acrescentou.

Como Gilvan de Pinho Tavares já está no cargo há dois mandatos seguidos, pelo estatuto do Cruzeiro, ele não poderá concorrer à reeleição. Desta forma, Zezé teria que disputar com um candidato indicado pelo atual presidente.

Para a disputa, a atual diretoria articula junto aos conselheiros para que o estatuto do clube seja alterado para permitir a candidatura de um nome em evidência atualmente: o vice-presidente de futebol, Bruno Vicintin. Caso não dê certo, é ventilado como ‘plano B’ o superintendente da base, Antônio Assunção, ou o superintendente administrativo da base, Hermínio Francisco Lemos.

Na oposição, além de Zezé Perrella, podem entrar na disputa Márcio Rodrigues, atual 2º vice-presidente, e César Masci, que presidiu o Cruzeiro entre 1991 e 1994.

Zezé criticou Gilvan por tentar mudar o estatuto no ano da eleição e pediu para que não tenha vários candidatos no pleito. “Eu gostaria que a gente fizesse um grande consenso em torno de um nome, não necessariamente o Zezé Perrella. Só não pode ser uma pessoa que não reúna as condições estatutárias para pleitear ser presidente do Cruzeiro. Eu não sou candidato de mim mesmo, sou candidato de um grupo que acredita muito no nosso trabalho”, frisou.