Atlético-MG pressiona, mas esbarra na defesa do Jorge Wilstermann e dá adeus à Libertadores - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES


 

Breaking

 ASSISTIR AGORA!

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Atlético-MG pressiona, mas esbarra na defesa do Jorge Wilstermann e dá adeus à Libertadores



O Atlético-MG bem que tentou. Empurrado pela torcida que compareceu ao Mineirão, o time dominou a posse de bola e partiu para cima do Jorge Wilstermann desde os primeiros minutos da partida desta quarta-feira. Mas a pressão não deu resultado. A equipe boliviana conseguiu segurar o 0 a 0 no placar e saiu de campo com a classificação para as quartas de final da Libertadores. 

O resultado eliminou o Atlético-MG porque o jogo de ida, disputado na Bolívia no dia 5 de julho, terminou com vitória do Jorge Wilstermann por 1 a 0.

Pressão grande

Logo aos dois minutos, Marcos Rocha apareceu pelo lado direita da área e cruzou rasteiro, Olivares rebateu para o meio, mas Fred não alcançou a tempo de empurrar a bola para o fundo das redes. O lance foi um anúncio do que seria a partida. O Atlético-MG dominou a posse de bola e ficou no campo de ataque durante a maior parte do tempo, mas falhou na hora de finalizar quando conseguiu furar o bloqueio boliviano. 

No travessão

O grito de gol da torcida atleticana quase saiu aos 12 minutos do segundo tempo. Foi quando Cazares bateu falta pelo lado esquerdo do campo e a bola encontrou a cabeça de Luan. Mas o desvio do atacante raspou no travessão e saiu pela linha de fundo em seguida. 

"Robinho! Robinho!"

Nos minutos iniciais do segundo tempo, a torcida no Mineirão começou a cantar o nome do atacante. O técnico Rogério Micalle ouviu e colocou o atacante em campo na marca dos 17 minutos, no lugar de Luan. Essa foi a segunda substituição do treinador na partida. A primeira aconteceu na volta do intervalo, colocando Valdívia na vaga de Adilson. 

As alterações mudaram pouco o cenário da partida. O Atlético-MG continuou no campo de ataque, trocando passes e rondando a área do Jorge Wilstermann, mas esbarrando na marcação adversária. Aos 43 minutos, uma boa chance apareceu nos pés de Robinho, que viu a bola sobrar dentro da área, de frente para o gol. Mas o atacante pegou mal na bola, e a finalização passou sem assustar o time boliviano. 

Próximo compromisso

O Atlético-MG volta a campo no domingo, quando receberá a visita do Flamengo. Com quatro derrotas nas últimas cinco rodadas, o time mineiro está em 14º lugar, com 23 pontos.

Atlético 0 x 0 Jorge Wilstermann

Atlético: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adilson (Valdívia), Rafael Carioca, Elias (Otero), Cazares e Luan (Robinho); Fred. Técnico: Rogério Micale

Jorge Wilstermann: Olivares; Morales (Cardozo), Alex Silva, Zenteno e Aponte; Cristhian Machado, Saucedo, Bergese (Chávez) e Ortiz; Serginho e Álvarez (Pedriel). Técnico: Roberto Mosquera

Motivo: jogo de volta – oitavas de final da Copa Libertadores
Data: 9 de agosto de 2017, quarta-feira, às 21h45
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Cartão Amarelo: Saucedo (Jorge Wilstermann); Marcos Rocha (Atlético)

Árbitro: Jose Argote (VEN)
Auxiliares: Carlos Lopez (VEN) e Luis Murillo (VEN)

Público: 36.018 presentes
Renda: R$ 955.610,00

Veja os Lances: