Após péssimo 1º tempo, Atlético melhora na etapa final e vence Atlético-GO de virada no Horto - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES


 

Breaking

 ASSISTIR AGORA!

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Após péssimo 1º tempo, Atlético melhora na etapa final e vence Atlético-GO de virada no Horto


O futebol não foi dos melhores, mas o Atlético conseguiu uma vitória importante para seguir na luta por uma vaga na Copa Libertadores do ano que vem.

 Depois de um primeiro tempo muito ruim, em que saiu derrotado por 2 a 1 para o lanterna Atlético-GO, em pleno Independência, o time alvinegro voltou com uma postura mais aguerrida na etapa final e virou a partida para 3 a 2, nesta quinta-feira, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Fábio Santos, em cobrança de pênalti, marcou para o Galo na etapa inicial, enquanto Diego Rosa e Andrigo fizeram para o Dragão. Mas após o intervalo, Luan entrou em campo e empatou o duelo logo aos quatro minutos. Fred contou com a sorte em uma bola que desviou no marcador e encobriu o goleiro para fazer o gol da virada alvinegra em casa.


Com a vitória, o Atlético mantém vivo o sonho de voltar a Libertadores. O time alvinegro subiu para a 10ª posição, com 45 pontos, cinco atrás do Flamengo, último integrante do G7. Na última colocação, com 27 pontos, o Atlético-GO segue seu calvário na Série A e está muito perto do retorno para a Segunda Divisão.

Na próxima rodada, o Atlético enfrenta o Bahia, domingo, às 18h, na Fonte Nova. Já o Atlético-GO recebe o Sport, no estádio Olímpico, em Goiânia.

  • O JOGO

Em um primeiro tempo pavoroso, o Atlético levou o gol logo aos cinco minutos. Pouco depois, o Galo chegou na cara do gol, mas Fábio Santos chutou para fora. Aos 15, pênalti em Fred. O lateral-esquerdo foi para a cobrança e empatou o jogo. 

Parecia que o Atlético colocaria os nervos no lugar e passaria a jogar mais, porém o time errava quase tudo o que tentava. O Dragão aproveitou para fazer o segundo gol, o que desmontou o psicológico do Alvinegro. A partir daí, os jogadores ficaram nervosos em campo discutindo com os atletas do Atlético-GO e com o árbitro provocando cartões amarelos em cascata: Cazares, Fred, Adilson e Robinho foram advertidos por reclamações com a arbitragem ou desentendimento com os adversários.

O Atlético-GO que não tinha nada com isso se aproveitou da apatia do Galo e jogou muito bem. Nem parecia que era o lanterna do Brasileirão.

A péssima apresentação no primeiro tempo obrigou o técnico Oswaldo de Oliveira a fazer duas alterações no time no intervalo. Saíram Adilson e Cazares para as entradas de Yago e Luan.

As mexidas se mostraram efetivas. O Atlético partiu com tudo para o ataque e chegou ao empate aos quatro minutos. Marcos Rocha cobrou lateral na área e Luan subiu entre os zagueiros para cabecear para as redes.

Com postura diferente da etapa inicial, o Galo continuou martelando e virou aos 19. Fred recebeu pelo lado direito da área e chutou cruzado, mas a bola desviou no marcador e encobriu o goleiro do Atlético-GO.

  • ATLÉTICO 3 X 2 ATLÉTICO GO

Atlético: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adilson (Yago), Elias, Valdívia (Gustavo Blanco), Cazares (Luan) e Robinho; Fred. Técnico: Oswaldo de Oliveira

Atlético-GO: Kléver; Jonathan, Gilvan, William Alves e Breno Lopes; Marcão Silva, Igor (Pedro Henrique), Andrigo (Paulinho), Jorginho e Luiz Fernando; Diego Rosa (Niltinho). Técnico: João Paulo Sanches

Motivo: 33ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 9 de novembro de 2017, quinta-feira, às 20h
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)

Gols: Diego Rosa (5’/1ºT), Fábio Santos (pênalti – 17’/1ºT), Andrigo (26’/1ºT), Luan (4’/2ºT), Fred (20’/2ºT)

Cartão Amarelo: Gilvan, Diego Rosa, Luiz Fernando (Atlético-GO); Leonardo Silva, Cazares, Fred, Adilson, Robinho, Marcos Rocha (Atlético)

Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Auxiliares: Bruno Boschilia (PR) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)
Adicionais: Paulo Roberto Alves Júnior (PR) e Fábio Filipus (PR)

Público: 8.204
Renda: R$ 110.055,00

VEJA OS LANCES DA PARTIDA.