Reservas jogam mal, Atlético perde para o Villa Nova no Alçapão e vê cair tabu de 17 anos - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES


 

Breaking

 ASSISTIR AGORA!

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Reservas jogam mal, Atlético perde para o Villa Nova no Alçapão e vê cair tabu de 17 anos



O Atlético não perdia para o Villa Nova no estádio Castor Cifuentes, em Nova Lima, desde 2001 e viu o longo tabu cair na noite desta quinta-feira. Atuando com os reservas, o time alvinegro teve uma apresentação muito ruim e foi derrotado por 1 a 0, em duelo válido pela terceira rodada do Campeonato Mineiro.

Daniel Morais, em cobrança de pênalti aos sete minutos do segundo tempo, marcou o gol da vitória do Leão do Bonfim, que se reabilitou no Estadual após duas derrotas nas duas primeiras rodadas.

Vindo de seis triunfos seguidos contra o Villa no Alçapão, o Atlético não perdia em Nova Lima desde 2001, quando foi derrotado também por 1 a 0.

Com o resultado, o Galo perdeu não só a liderança como despencou para a quinta colocação, com quatro pontos. Já o Villa deixou a décima posição e subiu para o nono lugar, com três.

Na próxima rodada do Mineiro, o Atlético irá enfrentar o Patrocinense, domingo, às 17h, no Independência. No mesmo horário, o Villa Nova visita o Uberlândia, no Parque do Sabiá.

O jogo

O primeiro tempo foi horroroso. Assim como aconteceu no duelo contra o Boa Esporte, em Varginha, os reservas do Atlético tinham dificuldade para criar jogadas ofensivas e erravam muitos passes. Responsável pela armação, Valdívia estava apagado em campo. Pelas pontas, Erik e Hyuri não conseguiam levar a bola ao ataque para Carlos, que pouco apareceu.

Do outro lado, o Villa Nova tentava algumas escapadas, mas sem qualidade para chegar ao ataque. Resumo da etapa inicial: nenhuma jogada de perigo e os dois goleiros assistindo à partida de local privilegiado.

No segundo tempo, o Leão do Bonfim voltou com mais vontade. Logo aos três minutos, Carrara caiu na área após disputa de bola com Matheus Mancini e os jogadores do Villa ficaram pedindo pênalti. Na sequência, Rafael Vitor tentou passar por Hyuri e também despencou na área. A torcida do time da casa já estava revoltada com a arbitragem.

Até que aos seis minutos, o árbitro Jerferson Antônio da Costa deu pênalti para o Villa. Após chute para o gol, a bola pegou no joelho e depois na mão de Matheus Mancini. O juiz não teve dúvidas e apontou a marca da cal. Daniel Morais foi para a cobrança e colocou o Leão na frente no placar.

Após sofrer o gol, o Atlético saiu de forma desorganizada para o ataque, mas pelo menos passou a criar mais. Carlos foi lançado em velocidade, driblou o marcador, mas parou no goleiro, que saiu bem para evitar a finalização. No minuto seguinte, Erik recebeu de frente para a meta do Villa, porém mandou por cima.

O Leão do Bonfim também teve suas chances para ampliar o placar. Daniel Morais aproveitou outro erro de Matheus Mancini, invadiu a área, mas bateu pela linha de fundo. Em seguida, Marzagão acertou uma bomba de fora da área e a bola passou raspando o travessão de Victor.

O técnico Oswaldo de Oliveira promoveu a entrada dos garotos Marco Túlio, Bruno Roberto e Alerrandro, que deram mais movimentação ao ataque atleticano.

Errando quase tudo que tentava na partida, o zagueiro Matheus Mancini recebeu na intermediária de ataque e mandou um torpedo. A bola desviou na marcação e explodiu no travessão. Seria um golaço. Quase o empate do Atlético.

Aos 35 minutos, Patric entrou na área, se enroscou com dois marcadores e caiu pedindo pênalti. O árbitro não quis saber e mandou o jogo seguir. No fim, o Atlético pressionou em busca do empate, mas sem sucesso e voltou a perder em Nova Lima após 17 anos.

Villa Nova 1 x 0 Atlético

Villa Nova: Renan Rinaldi; Nequinha, Rafael Vitor, Otávio e Marcelo Tchê; Elias Ceará, Paulo Vitor, Marzagão e Núbio Flávio (Leozinho); Gilberto Carrara (Luis Felipe) e Daniel Morais. Técnico: Ito Roque

Atlético: Victor; Patric, Bremer, Matheus Mancini e Danilo; Yago e Gustavo Blanco; Hyuri (Marco Túlio), Valdívia (Bruno Roberto) e Erik; Carlos (Alerrandro). Técnico: Oswaldo de Oliveira

Motivo: 3ª rodada do Campeonato Mineiro
Data: 25 de janeiro de 2018, quinta-feira, às 18h30
Local: Estádio Castor Cifuentes, em Nova Lima (MG)

Gol: Daniel Morais (7’/2º)

Cartão Amarelo: Matheus Mancini (Atlético)

Árbitro: Jerferson Antônio da Costa
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo e Pablo Almeida Costa.

Ouça o recado do Jogador do Atlético Yure.




Curta a nossa página e concorra: http://bit.ly/2Dv4h7R