COM 3 GOLS DE RICARDO OLIVEIRA O ATLÉTICO COMEÇA O ANO COM PÉ DIREITO - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES


 

Breaking

 ASSISTIR AGORA!

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

COM 3 GOLS DE RICARDO OLIVEIRA O ATLÉTICO COMEÇA O ANO COM PÉ DIREITO



A estreia do Atlético na temporada 2019 foi do jeito que o torcedor queria. E não poderia ser melhor. Com três de Ricardo Oliveira, o time alvinegro passou por cima do Boa Esporte e goleou por 5 a 0, neste domingo, no Independência, pela primeira rodada do Campeonato Mineiro. Cazares, em um golaço de falta, e Elias, que balançou as redes no fim do jogo com passe de bicicleta de Luan, fecharam o placar a favor do Galo.
Mostrando boas trocas de passes e velocidade para atacar, o Atlético não deu chances ao adversário. O resultado poderia ser ainda maior, já que os comandados de Levir Culpi criaram várias chances de gol e acertaram uma bola na trave com Elias. Luan e Leandrinho também carimbaram o poste, mas as jogadas foram invalidadas pelo árbitro.

Três dos seis reforços estrearam neste domingo. O Atlético entrou em campo com novidades na zaga. Réver e Igor Rabello começaram como titulares. Outras contratações para a temporada, Guga e Jair ficaram como opções no banco de reservas. O volante, que veio do Sport, estreou ao entrar no lugar de Cazares aos 36 minutos do segundo tempo. Já o lateral-direito permaneceu o tempo todo como suplente.

O Atlético jogou com uniforme estampando a marca do banco BMG como patrocinador máster. De acordo com a instituição financeira e o clube alvinegro, foi uma ação pontual para a estreia do time em 2019. Na próxima semana, serão divulgados outros detalhes das tratativas da parceria, que irá além do patrocínio.

A goleada do Galo no Horto superou a aplicada pelo Tupynambás no Villa Nova pela manhã, em Nova Lima. Desta forma, o Atlético fechou a primeira rodada do Mineiro na liderança com três pontos e cinco gols de saldo. A equipe de Juiz de Fora, que venceu por 5 a 1, aparece na segunda colocação, com um a menos no saldo.

O Atlético volta a campo na próxima quarta-feira, às 19h15, para enfrentar o Tombense, em Tombos, pela segunda rodada do Campeonato Mineiro. No mesmo dia, mas às 20h, o Boa Esporte tentará a reabilitação diante do Guarani, em Varginha.

      O JOGO                                 

A equipe alvinegra começou com tudo. Logo aos dois minutos, Luan acertou o travessão em cabeçada após dividida com o defensor do Boa na área do time de Varginha. No entanto, o árbitro anulou o lance alegando que o camisa 27 cometeu falta.

Imprimindo forte ritmo de jogo, o Atlético continuou em cima e abriu o placar aos sete minutos. Após bate-rebate na área do Boa, Luan se antecipou ao goleiro, ajeitou para trás e Ricardo Oliveira bateu para o fundo das redes.

Só dava Galo. De longe, Patric arriscou um belo chute obrigando o goleiro Renan Rocha a dar um tapa para escanteio. 

ATLÉTICO 5 X BOA ESPORTE

Sem dificuldades, o Atlético chegou ao segundo gol aos 25 minutos. Luan recebeu de Cazares na entrada da área e tocou para Ricardo Oliveira no meio da zaga do Boa. O camisa 9 só teve o trabalho de dominar e bater na saída do goleiro.

Em duas oportunidades, o Galo desperdiçou a chance de fazer o terceiro. Primeiro, Elias recebeu sozinho na entrada da área e bateu no canto, mas a bola explodiu na trave. Depois, em rápido contra-ataque puxado por Cazares, o equatoriano deixou Ricardo Oliveira cara a cara com o goleiro, mas o centroavante atleticano chutou em cima de Renan Rocha.

No fim do primeiro tempo, o Boa ameaçou o gol do Atlético pela primeira vez, mas parou em Victor, que fez duas grandes defesas em sequência para impedir que a equipe de Varginha diminuísse o placar.

Se na etapa inicial Ricardo Oliveira perdeu uma chance clara para fazer o seu terceiro na partida, o atacante não cometeu o mesmo erro e guardou no começo do segundo tempo. Aos sete minutos, Luan rolou para Réver na entrada da área. O zagueiro bateu de primeira buscando o canto, mas o goleiro espalmou para o lado. Esperto, Ricardo Oliveira pegou o rebote e estufou as redes marcando o hat-trick no Independência.

Leandrinho, que havia entrado no lugar de Ricardo Oliveira, recebeu pela direita e, de longe, acertou belo chute cruzado no travessão. Mas o árbitro já tinha invalidado a jogada alegando impedimento do atacante atleticano.

Com amplo domínio sobre o adversário, o Atlético não tirou o pé do acelerado e chegou ao quarto gol. E foi um golaço. Cazares sofreu falta próximo à entrada da área e ele mesmo foi para a cobrança. O equatoriano bateu no cantinho, o goleiro Renan Rocha se esticou todo e chegou a tocar na bola, mas ela entrou.

          ATLÉTICO 5 X 0  BOA ESPORTE          

Atlético: Victor; Patric, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Zé Welison (Adilson), Elias, Luan, Cazares (Jair) e Chará; Ricardo Oliveira (Leandrinho). Técnico: Levir Culpi

Boa Esporte: Renan Rocha; Chiquinho Alagoano, Márcio, Fernando Fonseca e Reiner (Denis); Gustavo Henrique, César Sampaio, Gabriel Vieira (Edenilson) e Gindré (James Dean), Kaio Cristian e Jayme. Técnico: Tuca Guimarães

Motivo: 1ª rodada do Campeonato Mineiro
Data: 19 de janeiro de 2019, domingo, às 17h
Local: estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)

Gols: Ricardo Oliveira (7’/1º, 25/1º e 7/2º), Cazares (33’/2º), Elias (43’/2º)

Cartão Amarelo: Elias, Patric (Atlético); Gabriel Vieira (Boa Esporte)

Árbitro: Wanderson Alves de Souza 
Assistentes: Ricardo Junio de Souza e Marcyano da Silva Vicente

Público: 21.053 torcedores
Renda: R$ 239.814,00