IGOR RABELLO DIZ QUE É BOM DE PASSE E POSICIONAMENTO E PEDE PERMISSÃO A DONIZETE - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES


 

Breaking

 ASSISTIR AGORA!

quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

IGOR RABELLO DIZ QUE É BOM DE PASSE E POSICIONAMENTO E PEDE PERMISSÃO A DONIZETE



Com título de grande contratação da temporada, o zagueiro Igor Rabello foi apresentado nesta quarta-feira na Cidade do Galo. O jogador, de 23 anos, é considerado uma das grandes apostas do futebol brasileiro e estava no Botafogo. Os valores da transferência giram em torno de R$ 13 milhões mais o empréstimo, por dois anos, do zagueiro Gabriel.

Rabello é o maior investimento do Atlético para o setor defensivo da história e diz que suas principais qualidades são o posicionamento e o passe de bola. Ele chega ao clube para disputar posição com Réver, Iago Maidana e Leonardo Silva (que só joga até o final do Campeonato Mineiro). Outras opções para a zaga são os jovens Martín Rea, Matheus Stockl e Matheus Mancini. 

“O interesse do Atlético e meu interesse em vir e jogar uma Libertadores foi o mais ideal. A expectativa para o ano de 2019 é maravilhosa. Temos bastantes campeonatos no ano. A gente tem um grupo muito forte para todas as competições e vamos buscar vitórias e conquistas”. 

Permissão de Donizete e General é do Galo

Rabello é conhecido pelos times onde jogou como general. Ele conta como surgiu o apelido e pede ‘permissão’ a Leandro Donizete, ídolo no Atlético. 

“General começou lá no Náutico, quando eu fiz uma comemoração. Fui comemorar assim, a torcida apelidou como General e acabou que ficou. No Botafogo também. Vou até pedir para o (Leandro) Donizete, que é o General aqui, para ele passar a permissão para mim, que agora o General é do Galo.”

Jogador disciplinado e importância do estudo 

No ano passado, Igor Rabello não participou de apenas uma partida pelo Botafogo em todo o ano (jogou 61 de 62 jogos disputados pelo alvinegro carioca). A única ausência ocorreu devido a uma suspensão, mas ainda assim a parte disciplinar do zagueiro é invejável. No Campeonato Brasileiro, foram apenas quatro cartões amarelos. Formado em Educação Física, ele ressalta a importância do estudo para o atleta. 

“A gente tem que se preparar sempre. Não apenas aqui dentro do clube, mas fora também. Tem que se preocupar com alimentação, sono, descanso. Eu sou formado em Educação Física, e isso me ajuda bastante para saber me prevenir de lesões. Muito bom você saber o que está fazendo dentro de campo, na academia, para o que aquilo te serve”, completou.

Rabello também revela que já deu dicas para os garotos da base do clube. “Eu tô ali cobrando. Acabei de conhecer e já estou encima deles, cobrando que é bom e que tem que fazer. É o futuro, né? Carreira acaba com 38 anos, em média, e depois ainda tem vida. Então, você tem que buscar aprendizados e conhecimentos”, finalizou.