ALERRANDRO MARCA NO FIM DO JOGO E COLOCA O ATLÉTICO NA LIDERANÇA - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES


 

Breaking

 ASSISTIR AGORA!

segunda-feira, 18 de março de 2019

ALERRANDRO MARCA NO FIM DO JOGO E COLOCA O ATLÉTICO NA LIDERANÇA



Em clássico movimentadíssimo no Mineirão, Atlético venceu o América por 3 a 2 na tarde deste domingo em duelo válido pela penúltima rodada do Campeonato Mineiro e garantiu a liderança da primeira fase do Estadual com uma rodada de antecedência ao atingir 25 pontos. O garoto Alerrandro, que ficou com a vaga de Ricardo Oliveira (vetado), foi o nome do jogo ao marcar duas vezes, sendo uma deles aos 45 minutos do segundo tempo. Réver também balançou as redes para o Galo. Felipe Azevedo e Paulão fizeram os gols do América, que caiu para o terceiro lugar, com 21 pontos. 

Mesmo com o triunfo, o Atlético mostrou velhos problemas, apesar das mudanças promovidas pelo técnico Levir Culpi: Terans na vaga de Elias, Guga no posto de Patric e Alerrandro no lugar de Ricardo Oliveira (vetado). Foram dois gols sofridos em bolas aéreas, deficiência que já tinha ocorrido em duelos da Copa Libertadores. Também faltou criação no meio campo. Cazares foi figura apagada mais uma vez. Coube a Luan assumir o protagonismo e ser o principal articulador do time. 

      PRIMEIRO TEMPO                               

Atlético e América fizeram um primeiro bastante movimentado, com as duas equipes priorizando o setor ofensivo. O resultado foi um duelo aberto e de velocidade. O América passou a maior parte do tempo no campo do Atlético, mas foi a equipe alvinegra que chegou com mais perigo.

Aos 9 minutos, Guga cruzou para Alerrandro, que cabeceou por cima do travessão. Aos 15, o zagueiro Igor Rabello se arriscou como atacante e quase marcou um golaço ao chutar de fora da área no ângulo de Fernando Leal, que se esticou todo e espalmou para escanteio. 

O América mantinha a posse de bola, mas não conseguia transformar a superioridade em chances de gol. Tanto que Victor praticamente não foi exigido. O castigo veio aos 27 minutos. Terans cobrou escanteio no primeiro pau, Igor Rabello desviou, Luan cabeceou no travessão, Réver aproveitou o rebote e, de cabeça, abriu o placar.

O gol do Galo não abalou o Coelho, que manteve a postura e a posse de bola. A recompensa veio aos 38 minutos com a mesma arma usada pelo Atlético: o escanteio. Marcelo Toscano cobrou na área, a defesa alvinegra cortou mal e bola encontrou Felipe Azevedo livre no lado esquerdo da grande área. Ele ajeitou e bateu cruzado, sem chance para Victor: 1 a 1.

     ETAPA FINAL                                          

A busca pelo gol também marcou o segundo tempo. Em menos de 10 minutos, o Atlético chegou duas vezes, com Cazares e Alerrandro. Matheusinho e Marcelo Toscano responderam para o América e fizeram Victor trabalhar em chutes de fora da área. 

O América era melhor em campo até os 13 minutos, quando Matheusinho deu um carrinho violento em Cazares e foi expulso acertadamente. Com um a mais, o Atlético se animou, foi ao ataque e chegou ao segundo gol aos 20 minutos. A defesa do América cortou escanteio, Zé Welison pegou o rebote, rolou para Fábio Santos, que chutou rasteiro. A bola encontrou Luan, que deu o gol para Alerrandro marcar. 

O gol poderia ter dado tranquilidade ao Atlético, mas o América igualou no minuto seguinte. E novamente explorando um problema defensivo recorrente do Atlético. a bola aérea. Toscano cobrou falta lateral, Paulão subiu mais que Igor Rabello e mandou para as redes. 

O clássico continuou aberto, especialmente porque o América se reorganizou em campo, ajustou a marcação e não abriu mão do ataque. Já o Atlético não soube tirar proveito da superioridade numérica e encontrou dificuldade no setor de criação, especialmente porque Cazares foi figura apagada em campo. 

O Atlético partiu para o abafa nos minutos finais e chegou ao gol na vitória no sufoco, aos 45 minutos, após um bate-rebate. Chará, que entrou na vaga Terans, fez boa jogada individual pela esquerda e chutou forte. Fernando Leal defendeu, a bola voltou para o colombiano, que cabeceou para finalização de Luan. O goleiro americano fez nova defesa, a bola bateu no travessão e sobrou nos pés de Leonardo Silva chutar cruzado. Oportunista, Alerrandro mandou para as redes: 3 a 2. 
              AMÉRICA 2 X 3 ATLÉTICO              

Ficha técnica 

Atlético: Victor; Guga, Réver (Leonardo Silva, no intervalo), Igor Rabello e Fábio Santos; Adilson e Zé Welison (Zé Welison, aos 26’ do 2ºT); Luan, Cazares e David Terans (Chará, aos 19’ do 2ºT); Alerrandro.Técnico: Levir Culpi

América:Fernando Leal; Leandro Silva, Diego Jussani, Paulão e João Paulo; Zé Ricardo, Juninho e Matheusinho; Marcelo Toscano (Sabino, aos 41’ do 2ºT), Júnior Viçosa (França, aos 34’ do 2ºT) e Felipe Azevedo.Técnico: Givanildo Oliveira

Gols: Réver, aos 27’ do 1ºT, e Alerrandro, aos 18’, e aos 45’ do 2ºT (ATL); Felipe Azevedo, aos 38’ do 1ºT, e Paulão, aos 21’ do 2ºT (AME)

Cartões amarelos: Réver, aos 43’ do 1ºT, e Igor Rabello, aos 36’ do 2ºT (ATL); Leandro Silva, aos 2’, Paulão, aos 4’, e Júnior Viçosa, aos 29’ do 2ºT (AME)

Cartão vermelho: Matheusinho, aos 13’ do 2ºT (AME)

Público: 43.137 torcedores

Renda: R$ 613.634,00

Motivo: décima rodada do Campeonato Mineiro

Data e horário: domingo, 17 de março de 2019, às 16h

Local: Mineirão, em Belo Horizonte

Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira

Assistentes: Celso Luiz da Silva e Ricardo Junio de Souza

FOTOS:  @PAULO_TI