ATLÉTICO GARANTE A SUL-AMERICANA COM A VITÓRIA EM CASA DIANTE DO BOTAFOGO - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES


 

Breaking

 ASSISTIR AGORA!

quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

ATLÉTICO GARANTE A SUL-AMERICANA COM A VITÓRIA EM CASA DIANTE DO BOTAFOGO


O Atlético fechou com vitória na despedida da torcida no último jogo do time em casa na temporada e garantiu uma vaga na Copa Sul-Americana. Em uma boa atuação, em que a equipe criou muitas chances, o Galo venceu o Botafogo por 2 a 0, nesta quarta-feira, no Mineirão, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Jair abriu o placar para o Atlético, aos 40 minutos do primeiro tempo. Após bela jogada de Cazares, que deu um drible desconcertante em Lucas Barros, que ficou no chão, o volante recebeu cruzamento rasteiro, dominou na entrada da pequena área e estufou as redes de Gatito.

No segundo tempo, o Atlético ampliou o placar com Luan, aos 23. Após cruzamento de Patric da esquerda, o atacante subiu muito e, junto à trave, cabeceou para o fundo do gol.

Réver chegou a marcar, aos 33 minutos do primeiro tempo, mas o auxiliar anulou o gol alegando impedimento do zagueiro. O lance foi revisado pelo VAR, que confirmou a posição irregular do jogador atleticano.

Com o resultado, o Atlético subiu para a 11ª posição, com 48 pontos, abrindo seis de diferença para o próprio Botafogo (14º), último clube que garante vaga para a Sul-Americana, e para o Fluminense (15º), que está fora da zona de classificação e joga nesta quinta-feira contra o Fortaleza.

Na última rodada, onde todos os jogos acontecerão no domingo, às 16h, o Atlético vai até o Sul enfrentar o Internacional, no Beira-Rio. Já o Botafogo recebe o Ceará, no Engenhão.

     O JOGO                                                 

O técnico Vagner Mancini optou pela manutenção de Cleiton no gol, mesmo com Victor à disposição. Sem Fábio Santos, o treinador improvisou Patric na lateral-esquerda e colocou Guga na direita.

O jogo começou com o Galo partindo para cima do visitante. A primeira oportunidade veio antes dos dez minutos. Di Santo recebeu dentro da área, dominou no peito e finalizou em cima do adversário. Aos 15, Otero arriscou de fora da área e Gatito Fernández espalmou para escanteio.

Envolvido em uma polêmica recentemente ao comemorar o título da Libertadores conquistado pelo Flamengo, Guga era vaiado pela torcida a cada toque na bola. Patric, inclusive, chegou a pedir apoio ao companheiro de posição.

Aos poucos, o Botafogo foi conseguindo equilibrar a partida, mas mesmo assim tinha dificuldades para chegar ao gol de Cleiton. Mancini precisou fazer a primeira alteração aos 33 minutos. Marquinhos não se sentiu bem após choque de cabeça e deu lugar a Luan.

O Atlético chegou a abrir o placar com Réver, mas o auxiliar assinalou impedimento do zagueiro, que foi confirmado pelo VAR. Aos 39, Otero cobrou falta com força e Gatito espalmou para escanteio. No minuto seguinte, não teve jeito para o goleiro botafoguense. Cazares recebeu de Guga e deixou o marcador no chão antes de cruzar rasteiro. Livre, Jair dominou e chutou no canto direito de Gatito. 

Mesmo na frente do placar, o time mineiro continuou com uma marcação adiantada. Aos nove, Cazares recebeu na entrada da área e bateu colocado. Gatito fez a defesa sem dar rebote. Aos 18, Jair recebeu dentro da área e bateu por cobertura, exigindo grande defesa do goleiro botafoguense.

A resposta do Botafogo veio na sequência. Luiz Fernando cruzou rasteiro e Cícero, com o gol aberto, finalizou de primeira rente a trave. O castigo pelo gol feito desperdiçado veio aos 23. Patric cruzou e Luan se antecipou a Lucas Barros para cabecear, marcando o segundo gol. 

O Botafogo saiu desesperado em busca do primeiro gol e passou a dar espaço para os contra-ataques. Em um deles, Luan escapou em velocidade e bateu para fora. No finalzinho, Luis Henrique e João Paulo exigiram boas defesas de Cleiton.

            ATLÉTICO 2 X 0 BOTAFOGO              

Atlético: Cleiton; Guga, Igor Rabello, Réver e Patric; Zé Welison, Jair (Vinícius), Otero, Cazares e Marquinhos (Luan); Di Santo (Geuvânio). Técnico: Vagner Mancini

Botafogo: Gatito Fernández; Marcinho, Joel Carli, Marcelo Benevenuto e Lucas Barros; Cícero (Wenderson), João Paulo e Leonardo Valencia (Luís Henrique); Rhuan, Luiz Fernando (Vinícius Tanque) e Diego Souza. Técnico: Alberto Valentim

Motivo: 37ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 4 de dezembro de 2019, quarta-feira, às 19h30
Local: estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Gols: Jair (40’/1º), Luan (23’/2º)

Cartão Amarelo: Cícero, Luiz Fernando, Diego Souza (Botafogo); Patric (Atlético)

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Auxiliares: José Eduardo Calza (RS) e Jorge Eduardo Bernardi (RS)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

Público: 27.924 torcedores
Renda: R$ 162.095,00