Com arquibancadas móveis, Independência terá capacidade ampliada para 30 mil lugares - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES


 

Breaking

 ASSISTIR AGORA!

quinta-feira, 30 de março de 2017

Com arquibancadas móveis, Independência terá capacidade ampliada para 30 mil lugares

O Independência será ser ampliado. De acordo com projeto desenvolvido pela Luarenas (novo nome da administradora do estádio), a capacidade da arena será aumentada para 30 mil lugares. Em nota, a empresa informa que se reuniu com a diretoria do América, que ‘não se opôs à proposta’, e que a obra é necessária, pois o consórcio ‘acusa um prejuízo’ com o empreendimento.

Nesta quinta-feira, duas carretas foram vistas estacionadas em frente ao Independência com plataformas e andaimes para a obra de instalação de uma arquibancada móvel, que ficará na parte aberta do estádio, acima dos vestiários.

Com a ampliação, o maior beneficiado será o Atlético, que manda seus jogos no Horto, e poderia jogar no estádio até uma possível semifinal de Copa Libertadores. Segundo o regulamento da competição deste ano, estádios com capacidade menor do que 30 mil lugares não podem ser utilizados nas duas últimas fases (semifinal e final). Atualmente, o Independência comporta 23 mil torcedores. A diretoria do Galo não fala sobre o assunto.

Ainda não se sabe se a instalação das arquibancadas móveis será feita a tempo da estreia do Atlético em casa na Copa Libertadores, no dia 13 de abril, contra o Sport Boys, da Bolívia.

De acordo com a Luarenas, após o acordo com o América, “o segundo passo será apresentar um plano de ação ao GCAI (grupo gestor do estádio) e autoridades de segurança, para dar início à instalação de uma arquibancada móvel sobre os vestiários da Arena.”

Por meio da assessoria de imprensa, o América informou que não há nada acertado com a Luarenas para a ampliação do Independência. De acordo com o clube, foi realizada apenas uma consulta para um projeto futuro para análise de viabilidade. 

Confira a íntegra da nota da Luarenas:

Uma reunião realizada na sede administrativa do América, na última terça-feira (28), entre o presidente da Luarenas Bruno Balsimelli, e o presidente do América Marco Antônio, deu início a um processo de autorização de ampliação da capacidade da Arena Independência para 30 mil lugares.

Há cinco anos trabalhando na gestão do Independência, a Luarenas acusa um prejuízo e procura, junto ao GCAI (grupo gestor do Estádio), uma solução estrutural e financeira mais equilibrada para o fechamento das contas.

Após acordo com a presidência do América, que não se opôs à proposta, o segundo passo será apresentar um plano de ação ao GCAI e autoridades de segurança, para darmos início à instalação de uma arquibancada móvel sobre os vestiários da Arena. A estrutura é de montagem e desmontagem prática e móvel. Já foi utilizada na Copa do Mundo e nos eventos de vôlei de praia disputados em Copacabana. Todo investimento é da Luarenas, que possui outras demandas para a estrutura adquirida, e caso não consiga implantá-la em Belo Horizonte pode utilizá-la em outras Arenas por ela administradas. A agenda e o planejamento de datas dependem da aprovação do plano pelo GCAI, e ainda não foram acordados com os fornecedores.

No caso da aprovação e instalação, vamos oferecer ao Atlético uma ferramenta maior, com capacidade de 30 mil torcedores para receber todos os jogos do Clube, exceto uma possível final da Copa Libertadores, ratificando sua identidade com o Horto.

Também estiveram presentes na reunião do dia 28, o superintendente do América Paulo Assis, a gerente jurídica Dra. Caroline Santa e o Dr. José Ulisses Silva Vaz de Melo, advogados do América, o administrador da Arena Independência Helber Gurgel e o assessor Jurídico Sérgio Resende. Outras pautas foram abordadas, mas não serão divulgadas no momento por não condizer com o assunto.