Cruzeiro estreia com vitória na Copa Conmebol Sul-Americana - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES


 

Breaking

 ASSISTIR AGORA!

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Cruzeiro estreia com vitória na Copa Conmebol Sul-Americana



Foi o típico jogo válido por uma competição continental, com virada no placar, muita raça, entrega e disposição dos atletas em campo, porém o Cruzeiro mostrou sua superioridade no Mineirão e venceu o Nacional-PAR, por 2 a 1, na estréia da Copa Conmebol Sul-Americana.

O adversário marcou primeiro na partida, com Santana, logo aos quatro minutos de jogo. Thiago Neves empatou ainda no primeiro tempo e Ramón Ábila, que entrou no lugar de Rafinha, virou para o esquadrão cinco estrelas na etapa complementar, mantendo a invencibilidade do Cruzeiro na temporada.

A partida de volta só acontecerá no dia 10 de maio, em Assunção, no Paraguai. Agora, a Raposa voltará a jogar no próximo domingo, contra o Democrata-GV, às 11h, no Mineirão, pela última rodada da primeira fase do Campeonato Mineiro.

O Jogo

O primeiro lance de grande perigo na partida foi do adversário e terminou em gol. Falta pela direita, cruzamento para área e Santana cabeceou no canto esquerdo de Rafael, que pulou, mas não alcançou a bola. 0 a 1.

A Raposa chegou com perigo pela primeira vez aos 12 minutos. Cobrança de falta de Thiago Neves, o meio-campo cruzou na área e a bola passou por Manoel e Hudson antes de sair pela linha de fundo.

Dez minutos depois, falta na entrada da área para o Cruzeiro. De Arrascaeta foi para bola e cobrou no ângulo, a bola caprichosamente bateu na trave e na mão do goleiro, no rebote Manoel jogou para fora.

Aos 25 minutos a Raposa chegou ao empate. Bola roubada por Rafinha na intermediária, a bola chegou para Arrascaeta que serviu Thiago Neves dentro da área, o meia girou e chutou no canto esquerdo do goleiro paraguaio. 1 a 1.

Quatro minutos depois, dois lances de perigo do time estrelado. Sóbis girou dentro da área e bateu cruzado, ninguém aproveitou a chance, na sequência a bola ficou para Cabral, o volante lançou Arrascaeta dentro da área e o camisa 10 por pouco não desempatou a partida.

No fim do primeiro tempo, o Nacional partiu para o ataque, Rojo avançou pela esquerda e cruzou, Bareiro ganhou de Manoel e cabeceou para o gol, Rafael bem colocado colocou para escanteio.

Segundo Tempo

O primeiro time a assustar na etapa complementar foi o Cruzeiro. Diogo Barbosa serviu Rafael Sóbis, o atacante avançou pela esquerda e da entrada da área arriscou de canhota, Giménez, bem colocado, fez a defesa.

Com 11 minutos, contra-ataque muito rápido do Maior de Minas, Ariel Cabral serviu Thiago Neves, que de primeira, lançou Rafinha, o atacante driblou o marcador e bateu cruzado, a bola passou por Sóbis e por pouco não sai o gol celeste.

O técnico Mano Menezes trocou Rafinha por Ramón Ábila. No primeiro lance, ele por pouco não pegou o rebote do goleiro, no segundo, aos 22 minutos, virou o jogo para o Cruzeiro. Chute de Mayke para o ataque, o centroavante ganhou de Servin no corpo, girou, driblou o goleiro e bateu de canhota. 2 a 1 Cruzeiro.

Aos 31 minutos, Arrascaeta ganhou a jogada pela direita, tocou para Ábila, que passou para Thiago Neves. O meia ajeitou para o uruguaio chutar. A bola foi por cima do gol.

Perto do fim do jogo, aos 43 minutos, Arrascaeta cobrou o escanteio, pela esquerda, Thiago Neves desviou, e a bola sobrou para Manoel, sozinho, dentro da área. O zagueiro por pouco não marcou o terceiro da Raposa.

CRUZEIRO 2 X 1 NACIONAL
Motivo: 1ª Fase da Copa Conmebol Sul-Americana
Data: 04/04/2017 (terça-feira)
Local: Mineirão, em Belo Horizonte-MG
Árbitro: Juan Soto - VEN
Auxiliares: Jorge Urrego - VEN e Franchescoly Chacon - VEN
Gols: Santana aos quatro, Thiago Neves aos 25 minutos do primeiro tempo; Ramón Ábila aos 22 minutos do segundo tempo.
Cruzeiro: Rafael; Mayke, Léo, Manoel e Diogo Barbosa; Hudson, Ariel Cabral, Rafinha (Ramón Ábila) e Thiago Neves; De Arrascaeta e Rafael Sobis (Elber)
Técnico: Mano Menezes
Nacional: Arnaldo Giménez, Davalos, Miguel Jacquet, Servin e Rojo; Paniagua (Orzuza), Jonanthan Santana, Garcia e Arguello; Salgueiro (Nuñez) e Bareiro (Villagra)
Técnico: Roberto Torres
Cartões amarelos: Mayke, Hudson (Cruzeiro); Servin (Nacional)

(Este material está liberado para reprodução. Os órgãos de imprensa devem citar o Site Oficial do Cruzeiro como a fonte da informação.)