PREPARADO, THIAGO NEVES QUER VOLTAR A SER DECISIVO E MIRA REAÇÃO CONTRA O SÃO PAULO NESTA QUARTA-FEIRA - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES

Breaking

quarta-feira, 16 de outubro de 2019

PREPARADO, THIAGO NEVES QUER VOLTAR A SER DECISIVO E MIRA REAÇÃO CONTRA O SÃO PAULO NESTA QUARTA-FEIRA


Os dois meses de salários atrasados não é o motivo para os maus resultados do Cruzeiro em campo. Um dos jogadores mais criticados pela torcida pela situação do time na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, o meia Thiago Neves garantiu que o atraso no pagamento não está interferindo no desempenho dos atletas em campo.

“Não interfere. Na hora do campo, você não fica pensando que não vai tocar a bola, que não vai fazer o gol porque o salário está atrasado. Não interfere. Dentro do campo é cada um defendendo o seu, defendendo as cores do Cruzeiro que é o mínimo que temos que fazer. Falo por mim e acho que falo pelo grupo também. O que a gente quer no momento é ganhar um jogo. O dinheiro o Zezé vai acertar, mas o pensamento nosso é ganhar, somar os três pontos o mais rápido possível para encostar no grupo fora da zona de rebaixamento”, disse.

Novo gestor do futebol do Cruzeiro, Zezé Perrella foi ao Rio de Janeiro para tentar antecipar as cotas de TV do Campeonato Mineiro de 2021 para pagar ao menos uma folha do elenco. O dirigente também tentará buscar junto ao Supermercados BH, parceiro do clube, novos patrocínios com o objetivo de angariar novas receitas.

Com o time em 18º lugar e correndo sério risco de rebaixamento pela primeira vez na história, Thiago Neves contou que a situação inédita afetou a sua vida pessoal e que passa pelo momento mais difícil da carreira.

“Nunca passei por isso. Já tive momentos de muita pressão na minha carreira, mas o que eu estou passando agora não. Chego em casa e não tenho vontade de fazer nada, fico pensando só no Cruzeiro, só olhando a tabela e olhando os adversários que vamos enfrentar. Este é o momento mais difícil da minha vida”, frisou o meia citando o sentimento após o gol da Chapecoense validado pelo VAR aos 50 minutos do segundo tempo no empate por 1 a 1, na Arena Condá.

“Da forma como foi em Chapecó, foi um baque muito grande pra gente a forma como ele validou o gol da Chape. Muitos viram a reação do Dedé. Não vou citar nomes, mas três ou quatro jogadores choraram. O sentimento é esse quando não se ganha. Você não consegue dar uma risada, não consegue brincar com o seu filho. É um sentimento muito ruim e o que todo mundo faz no momento é chorar, vai para o cantinho e pede a Deus para que nos abençoe no próximo jogo. Todo mundo está sofrendo, jogadores, torcedores, mas a gente vai lutar até o final”, declarou.

Nesta quarta-feira, às 21h, o Cruzeiro enfrenta o São Paulo, no Mineirão, pela 26ª rodada. A situação é tão complicada que mesmo que vença o Cruzeiro não sai da zona de rebaixamento. Ainda assim, Thiago Neves ressaltou que os jogadores não falam em queda para a Série B. “Rebaixamento a gente não fala nisso porque dentro do Cruzeiro nunca aconteceu e espero que não seja desta vez”, finalizou.


Nenhum comentário:

Postar um comentário