AMÉRICA BATE O SANTOS PELO BRASILEIRÃO E VOLTA A VENCER APÓS 11 JOGOS - CLUB SPORTS | O SEU CANAL DE ESPORTES


 

Breaking

 ASSISTIR AGORA!

domingo, 18 de novembro de 2018

AMÉRICA BATE O SANTOS PELO BRASILEIRÃO E VOLTA A VENCER APÓS 11 JOGOS


O América conquistou um importante resultado na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Sem vencer há 11 jogos, o Coelho jogou muito bem e venceu o Santos por 2 a 1, neste domingo, no Independência, pela 35ª rodada.

Rafael Moura e Matheusinho marcaram os gols do triunfo americano. Gabriel descontou para o Peixe. O América ainda acertou a trave duas vezes, uma com Ademir e outra com Christian, em cobrança de falta.

Mesmo com a vitória, o América não sai do Z4 faltando três rodadas para o fim do Brasileirão. Mas agora com 37 pontos, a equipe deixou a vice-lanterna e assumiu a 17ª colocação, um ponto atrás de Ceará e Sport, que estão fora da zona do rebaixamento. No entanto, os pernambucanos já jogaram na rodada, enquanto os cearenses entrarão em campo nesta segunda-feira contra o Fluminense, no Maracanã.

Já o Santos se distanciou da luta por uma vaga na Libertadores do ano que vem. Com a derrota, o Peixe segue na nona posição, com 46 pontos, sete atrás do Atlético, sexto colocado e que ocupa a última vaga para a fase preliminar do torneio continental.

Na próxima quarta-feira, o América vai a São Paulo para enfrentar o líder Palmeiras, às 21h45, no Allianz Parque. Às 21h, o Santos recebe o Botafogo, na Vila Belmiro.

      O JOGO                                                 

Em um bom primeiro tempo, o América começou com tudo e acertou o travessão logo aos sete minutos em finalização de Ademir. O atacante americano teve outra chance em uma cabeçada que foi defendida pelo goleiro Vanderlei.

AMÉRICA 2 X 1 SANTOS

Insistindo no ataque, o América chegou ao gol aos 30 minutos. Mesmo caído, Luan tocou para Matheusinho e, após dividida, a bola chegou para Rafael Moura. O atacante fingiu que iria chutar, passou pelo marcador e finalizou no canto. 

A equipe alviverde quase marcou o segundo gol pouco depois. Em rápido contra-ataque, Carlinhos lançou Rafael Moura, que dominou na área e bateu forte, mas parou em Vanderlei.

Mas o Santos não estava morto no jogo e quase empatou aos 38 com Copete, após falha de Matheus Ferraz pela esquerda da defesa americana.

O gol de empate do Peixe saiu aos 45 com Gabriel. O América reclamou demais de uma falta de Copete em Ademir no meio-campo no início da jogada. Os atletas do Coelho viram o bandeirinha avisar Dewson Freitas pelo comunicador, mas o paraense ignorou a recomendação e validou o empate do Santos. Os jogadores se revoltaram com o juiz e pediram para ele ouvir o auxiliar, mas de nada adiantou.

Melhor na partida, o América continuou martelando em busca da vitória na etapa final e foi premiado aos 19 minutos. Matheusinho recebeu na entrada da área e arriscou. A joia americana contou com sorte, pois a bola desviou no jogador do Santos enganando Vanderlei, que ficou estático só olhando ela entrar. Resultado justo no Independência.

No fim da partida, Christian acertou a trave em cobrança de falta e quase fez o terceiro do América na partida.

                 AMÉRICA 2 X 1 SANTOS                 

América: João Ricardo; Norberto, Messias, Matheus Ferraz e Carlinhos (Giovanni); Juninho, Zé Ricardo e Matheusinho (Christian); Ademir (Aylon), Luan e Rafael Moura. Técnico: Givanildo Oliveira

Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, Alison, Gustavo Henrique e Dodô; Guilherme Nunes (Renato), Diego Pituca, Bruno Henrique (Arthur Gomes) e Copete (Eduardo Sasha); Rodrygo e Gabriel. Técnico: Cuca

Motivo: 35ª rodada Campeonato Brasileiro
Data: 18 de novembro de 2018, domingo, às 17h
Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG)

Gols: Rafael Moura (30’/1º), Gabriel (45’/1º), Matheusinho (19’/2º)

Cartão Amarelo: Norberto, Zé Ricardo, Luan, Rafael Moura, Christian, João Ricardo (América); Bruno Henrique (Santos)

Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Auxiliares: Kleber Lucio Gil (SC) e Heronildo Freitas da Silva (PA)
Adicionais: Djonaltan Costa de Araujo (PA) e Wasley do Couto Leão (PA)